Raízes sociolingüísticas do analfabetismo no Brasil

Autores

  • Stella Maris Bortoni-Ricardo Universidade de Brasília; Faculdade de Educação
  • Maria da Guia Taveiro Silva Universidade Estadual do Maranhão; Departamento de Letras
  • Maria do Rosário Rocha Caxangá Universidade de Brasília; Letramento no Ensino Fundamental
  • Marli Vieira Lins Faculdade Evangélica de Brasília; Curso de Letras

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-7686.v2i4p215-234

Palavras-chave:

Analfabetismo no Brasil, matriz sociolingüística, a comunidade de fala de português no Brasil, dimensões sócio-históricas

Resumo

O analfabetismo é possivelmente o principal problema social brasileiro, que está na base de todos os demais. Na primeira parte deste estudo, fazemos uma análise sincrônica do analfabetismo, baseada no documento oficial Mapa do Analfabetismo. Na segunda parte procuramos identificar as raízes sócio-históricas do problema na história da colonização brasileira e na constituição do Brasil como nação, desde o século XIV, de uma perspectiva sociolingüística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2008-08-01

Como Citar

Bortoni-Ricardo, S. M., Silva, M. da G. T., Caxangá, M. do R. R., & Lins, M. V. (2008). Raízes sociolingüísticas do analfabetismo no Brasil . Acolhendo a Alfabetização Nos Países De Língua Portuguesa, 2(4), 215-234. https://doi.org/10.11606/issn.1980-7686.v2i4p215-234

Edição

Seção

Fundamentos da Educação e Alfabetização

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)