O trabalho como fonte de prazer: avaliação da equipe de um Centro de Atenção Psicossocial

  • Cecília Helena Glanzner Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Escola de Enfermagem
  • Agnes Olschowsky Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Escola de Enfermagem
  • Luciane Prado Kantorski Universidade Federal de Pelotas; Faculdade de Enfermagem e Obstetrícia
Palavras-chave: Serviços de Saúde Mental, Equipe de assistência ao paciente, Satisfação no emprego, Saúde do trabalhador, Avaliação em saúde

Resumo

O objetivo foi avaliar o prazer no trabalho de uma equipe de um Centro de Atenção Psicosocial. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, tipo estudo de caso, utilizando Avaliação de Quarta Geração. Estudo realizado em Foz do Iguaçu, Paraná, em novembro e dezembro de 2006. Participaram 10 profissionais da equipe. Para a coleta de dados, foram utilizadas observação e entrevistas individuais. A análise teve início simultâneo à coleta de dados, e, para análise final, utilizaram-se os passos: ordenamento dos dados, classificação e análise final. Constituíram-se os seguintes temas de análise: características do trabalho no CAPS, sofrimento e enfrentamento do sofrimento no trabalho. No processo avaliativo, os trabalhadores demonstraram prazer e realização com seu trabalho manifestado no orgulho, realização e valorização daquilo que produzem. O prazer ocorre na construção da atenção psicossocial, pois no cotidiano há liberdade para rearranjar o seu modo operatório de trabalhar, possibilitando o desenvolvimento de atividades e atitudes capazes de lhe fornecer prazer.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-06-01
Como Citar
Glanzner, C., Olschowsky, A., & Kantorski, L. (2011). O trabalho como fonte de prazer: avaliação da equipe de um Centro de Atenção Psicossocial. Revista Da Escola De Enfermagem Da USP, 45(3), 716-721. https://doi.org/10.1590/S0080-62342011000300024
Seção
Artigo Original