AS INFLUÊNCIAS DOS COMPROMISSOS IDEOLÓGICOS E DAS TEORIAS DE BASE PARA AS CONCEPC¸ÕES AMBIENTAIS DA ASSOCIAC¸ÃO DE DEFESA ETNOAMBIENTAL KANINDÉ

  • José Kennedy Lopes Silva Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO, Brasil
  • Osmar Siena Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO, Brasil

Abstract

As organizac¸ões ambientalistas buscamimpulsionar a implantac¸ão de políticas públicas para defesa domeio ambiente no contexto de comunidades rurais, indígenas e ribeirinhas, dentre outras. Essas organizac¸ões são influenciadas por concepc¸ões ambientais, compromissos ideológicos e teorias de base que as sustentam. Este trabalho tem por objetivo compreender as influências dos compromissos ideológicos discutidos por Eduardo J. Viola e das teorias de base socioeconômica, “saber ambiental” e “racionalidade ambiental”, discutidas por Enrique Leff, para as concepc¸ões ambientais que orientam a gestão e atuac¸ão da Associac¸ão de Defesa Etnoambiental Kanindé (Kanindé). Situada na Amazônia brasileira, os objetivos da Kanindé são combater a instalac¸ão de usinas hidrelétricas que degradam o meio ambiente, participar de conselhos e atender às populac¸ões de indígenas e de ribeirinhos com projetos voltados para a sustentabilidade. Foram usadas três estratégias de coletas de dados: entrevistas, análise de documentos e observac¸ão-participante. Como resultadosforam identificados os compromissosideológicos ecossocialista e ecorrealista e a teoria de base socioeconômica “saber ambiental” como os que influenciam as concepc¸ões ambientais e os modos de atuac¸ão e gestão dessa organizac¸ão. Os compromissos ecofundamentalista e ecocapitalista e a teoria “racionalidade ambiental” não foram identificados como influenciadores na atuac¸ão da organizac¸ão

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2017-03-30
How to Cite
Silva, J., & Siena, O. (2017). AS INFLUÊNCIAS DOS COMPROMISSOS IDEOLÓGICOS E DAS TEORIAS DE BASE PARA AS CONCEPC¸ÕES AMBIENTAIS DA ASSOCIAC¸ÃO DE DEFESA ETNOAMBIENTAL KANINDÉ. REGE Revista De Gestão, 23(4), 338-348. Retrieved from https://www.revistas.usp.br/rege/article/view/129039
Section
Outras Áreas