O valor biológico do período circadiano

Autores

  • Bruno Jacson Martynhak Universidade Federal do Paraná. Departamento de Farmacologia
  • Flávio Augustino Back Universidade Federal do Paraná. Departamento de Fisiologia
  • Fernando Louzada Universidade Federal do Paraná. Departamento de Fisiologia

DOI:

https://doi.org/10.7594/revbio.09.03.11

Palavras-chave:

Período circadiano endógeno, plasticidade, tau

Resumo

Protocolos experimentais que visam mensurar o período do ritmo circadiano em seres humanos e outras espécies envolvem condições artificiais dos esquemas de iluminação. Desta forma, uma vez que condições ambientais constantes não existem naturalmente, questionamos o significado de se medir o período circadiano. O fato de essa medida ser avaliada de forma descontextualizada socialmente leva a uma compreensão mais estática dos processos biológicos. Finalmente, a visão tradicional do período circadiano é contrastada neste ensaio com a sua possível relação com o estado atual do sistema de temporização

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-23

Como Citar

Martynhak, B. J., Back, F. A., & Louzada, F. (2018). O valor biológico do período circadiano. Revista Da Biologia, 9(3), 58-61. https://doi.org/10.7594/revbio.09.03.11

Edição

Seção

Ensaio