Gênese e ontogênese do ritmo de sono/ vigília em humanos

Autores

  • Clarissa Bueno Universidade de São Paulo. Instituto de Ciências Biomédicas. Departamento de Fisiologia e Biofísica
  • Daniela Wey Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Saúde Ambiental

DOI:

https://doi.org/10.7594/revbio.09.03.12

Palavras-chave:

Ritmo, Circadiano, Ontogênese, Recém-nascido, Envelhecimento

Resumo

Os organismos sofrem transformações ao longo do tempo, seja ao longo de anos, um dia ou algumas horas. Os ritmos biológicos referem-se às oscilações cíclicas observadas na matéria viva e apresentam um componente endógeno que se relaciona com o ambiente. A expressão destes ritmos e sua relação com o ambiente se modifica durante a vida, como ocorre com os padrões de sono/vigília. Neste artigo apresentamos uma revisão sobre o desenvolvimento do ritmo de sono/vigília ao longo da vida, descrevendo o processo de consolidação de um ritmo circadiano sincronizado durante a infância, as modificações na fase deste ritmo na adolescência e, posteriormente, suas mudanças de fase e amplitude na terceira idade, enfocando a interação com fatores cíclicos ambientais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-23

Como Citar

Bueno, C., & Wey, D. (2018). Gênese e ontogênese do ritmo de sono/ vigília em humanos. Revista Da Biologia, 9(3), 62-67. https://doi.org/10.7594/revbio.09.03.12

Edição

Seção

Revisão