Jornalismo científico: a importância da estruturação do canal de comunicação entre cientistas e o público em geral

Autores

  • Sergio E. Lew Universidad de Buenos Aires. Facultad de Ingeniería. Instituto de Ingeniería Biomédica
  • Hernan G. Rey University of Leicester. Centre for Systems Neuroscience

DOI:

https://doi.org/10.7594/revbio.15.01.01

Palavras-chave:

Divulgação científica, falha de comunicação, engajamento público

Resumo

Não importa o quão útil, complexa ou surpreendente seja uma descoberta relacionada com o cérebro, ela afeta magicamente a opinião pública. Para além do entendimento dos mecanismos neurais estão a cura de doenças neurológicas e psiquiátricas e, ainda mais atraente, o poder de compreender e modificar o comportamento das pessoas. Enquanto os avanços têm sido informados à comunidade científica através de meios tradicionais, o público em geral receber estas notícias através da mídia. Neste trabalho, analisamos diferentes casos paradigmáticos em que estratégias inadequadas de comunicação e suas consequências tiveram um impacto negativo na sociedade. Junto com a apresentação desses casos, aconselhamos sobre a necessidade de incorporar os jornalistas ao círculo de descoberta e comunicação, a fim de garantir a compreensão, pelo público em geral, das descobertas e progresso da neurociência

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-23

Como Citar

Lew, S. E., & Rey, H. G. (2018). Jornalismo científico: a importância da estruturação do canal de comunicação entre cientistas e o público em geral. Revista Da Biologia, 15(1), 1-20. https://doi.org/10.7594/revbio.15.01.01

Edição

Seção

Ensaio