Supervalorização de resultados científicos como estratégia ótima para aumentar o número de leitores

Autores

  • Julieta Campi University of Leicester. Centre for Systems Neuroscience
  • Joaquin Navajas University College London. Institute of Cognitive Neuroscience

DOI:

https://doi.org/10.7594/revbio.15.01.08

Palavras-chave:

Jornalismo científico, neurociências, divulgação, exagero, influência

Resumo

A relação entre jornalismo científico e a ciência é uma relação complexa que tem vantagens e desvantagens para cada um dos atores envolvidos. Muitas vezes, os meios de comunicação publicam avanços científicos dando-lhes mais importância do que eles têm na comunidade científica, especialmente quando se trata de avanços na cura de doenças. Neste trabalho, iremos propor explicações possíveis para este problema, com base no modelo de influência Bayarri & DeGroot (1989). A hipótese principal é que os jornais de menor influência na sociedade tendem a exagerar os resultados científicos, enquanto a maioria dos jornais respeitados são mais céticos e cautelosos para relatar sobre os progressos científicos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-23

Como Citar

Campi, J., & Navajas, J. (2018). Supervalorização de resultados científicos como estratégia ótima para aumentar o número de leitores. Revista Da Biologia, 15(1), 65-73. https://doi.org/10.7594/revbio.15.01.08

Edição

Seção

Ensaio