“Uma cinzenta falta de esperança paira sobre todos nós”: uma análise de cartas de mulheres e homens com intenção de emigrar da Alemanha para o Brasil (1946-1950)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.rh.2018.138467

Palavras-chave:

cartas, narrativa autobiográfica, emigração, Alemanha, Brasil

Resumo

O artigo é baseado em cartas enviadas da Alemanha entre 1946 e 1950 à Prefeitura Municipal de Blumenau – SC, nas quais os remetentes pedem informações, ajuda e intermediação para poder imigrar. Discuto aqui os significados e funções de cartas em projetos migratórios, o imaginário, percepções e motivos que fundamentam a vontade expressa de emigrar e como ela opera na construção da narrativa autobiográfica. Analiso também as relações que os remetentes estabelecem entre o “espaço de experiência” na Alemanha e o “horizonte de expectativa”. 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Méri Frotscher, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

    Pós-Doutorado em História pela Universidade Livre de Berlim. Doutorado em História Cultural pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora Associada dos cursos de graduação e Pós-Graduação em História do Centro de Ciências Humanas, Educação e Letras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Referências

BASTOS, Maria Helena Camara; CUNHA, Maria Teresa Santos; MIGNOT, Ana Chrystina Venancio (org.). Destinos das letras: história, educação e escrita epistolar. Passo Fundo: Editora UPF, 2002.

BENZ, Wolfgang (org.). Potsdam 1945: Besatzungsherrschaft und Neuaufbau im Vier-Zonen-Deutschland. 3ª edição. München: DTV, 1994.

BENZ, Wolfgang. Fremde in der Heimat: Flucht – Vertreibung – Integration. In: BADE, Klaus J. (org.). Deutsche im Ausland, Fremde in Deutschland. München: Beck, 1992, p. 374-386.

BLAS, Verónica Sierra. Puentes de papel: apuntes sobre las escrituras de la emigración. Horizontes Antropológicos, n. 22, Porto Alegre, ano 10, jul./dez. 2004, p. 93-119.

BRANDES, Detlef. “Säuberung vom fremden Element”. Die Vertreibung und Zwangsaussiedlung der Deutschen aus de Tschechoslowakei. In: AUST, Stefan & BURGDORFF, Stephan (org.). Die Flucht: Über die Vertreibung der Deutschen aus dem Osten. Bonn: Bundeszentrale für politsche Bildung, 2005, p. 116-134.

BUCKELEY, August. Auswanderung nach Amerika. München: Verlag Kurt Desch, 1947 (Heft 8: Europäische Dokumente).

CAPDEVILA, Luc. Résistance civile et jeux de genre. France-Allemagne-Bolivie-Argentine. Deuxième Guerre mondiale – années 1970-1980. Annales de Bretagne et de Pays de l´ Quest, tomo 108, n. 2, 2001, p. 103-128.

FERNANDES, Evandro. S. O. S. Europa faminta: Comitê de Socorro à Europa Faminta – SEF. Dissertação de mestrado, História, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Santa Catarina, 2005.

FOUCAULT, Michel. A escrita de si. In: Idem. O que é um autor? Lisboa: Passagens, 1992.

FREUND, Alexander. Aufbrüche nach dem Zusammenbruch: die Deutsche Nordamerika-Auswandrung nach dem Zweiten Weltkrieg. Göttingen: V&R Unipress, 2004.

FROTSCHER, Méri. “A miséria me obriga a escrever ao senhor”: a escrita de si em cartas de alemães ao prefeito de Blumenau – SC (1946-1948). Revista Tempo e Argumento, vol. 7, n. 15, Florianópolis, mai./ago. 2015, p. 137-176.

FROTSCHER, Méri. De “alemães no exterior” a brasileiros? A repatriação de cidadãos brasileiros da Alemanha ocupada (1946-1949). História Unisinos, vol. 17, n. 2, São Leopoldo, 2013, p. 81-96.

FROTSCHER, Méri. “Vou tentar ajudar minha família escrevendo essa carta”: jogos de gênero em cartas enviadas da Alemanha para o Brasil após a Segunda Guerra Mundial. Topoi, Rio de Janeiro (no prelo).

FROTSCHER, Méri. Identidades móveis: práticas e discursos das elites de Blumenau (1929-1950). Blumenau: Edifurb/Cascavel; Edunioeste, 2008.

GALVÃO, Walnice Nogueira & GOTLIB, Nádia Batella. (org.). Prezado senhor, prezada senhora: estudos sobre cartas. São Paulo: Cia. das Letras, 2000.

GLASER, Hermann. Kleine Kulturgeschichte der Bundesrepublik Deutschland. München/Wien: Hanser, 1991.

GOMES, Ângela de Castro (org.). Escrita de si, escrita da história. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.

HARTOG, François. Regimes de historicidade: presentismo e experiências do tempo. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

KATZ, Richard. Wandernde Welt. Drei Geschichten von Mensch und Tier. 2ª edição. Zurique: Fretz & Wasmuth Verlag AG., 1951 (copyright 1950).

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Tradução de Wilma P. Maas e Carla A. Pereira. Rio de Janeiro: Contraponto/PUC-Rio, 2006.

LENIGER, Markus. Nationalsozialistische “Volkstumsarbeit” und Umsiedlungspolitik 1933-1945: Von der Minderheitenbetreuung zur Siedlerauslese. Berlim: Frank & Timme, 2006.

LISBOA, Karen Macknow. Mundo novo, mesmo mundo: viajantes de língua alemã no Brasil (1893-1942). São Paulo: Hucitec/Fapesp, 2011.

MALATIAN, Teresa. Cartas: narrador, registro e arquivo. In: PINSKY, Carla Bassanezi & LUCA, Tania Regina de (org.) O historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, 2011, p. 195-221.

MEYER, Sibylle & SCHULZE, Eva. “Als wir wieder zusammen waren, ging der Krieg im Kleinen weiter”: Frauen, Männer umd Familien in Berlim der vierziger Jahre. In: NIETHAMMER, Lutz & PLATO, Alexander von (org.). “Wir kriegen jetzt andere Zeiten”: Auf der Suche nach der Erfahrung des Volkes in Nachfaschistischen Ländern. Berlim/Bonn: Verlag J. H. W. Dietz, 1985, p. 305-326.

PEDRO, Joana Maria; PEREIRA, Silvana Maria; VENSON, Anamaria Marcon. Para além das áreas do conhecimento definidas: relações de gênero e interdisciplinaridade. In: CRESCÊNCIO, Cíntia Lima; SILVA, Janine Gomes da; BRISTOT, Lídia Schneider (org.). Histórias de gênero. São Paulo: Verona, 2017, p. 14-31.

PERES, Elena Pájaro. “Proverbial hospitalidade”? A Revista de Imigração e Colonização e o discurso oficial sobre o imigrante (1945-1955). Acervo, vol. 10, n. 2, Rio de Janeiro, jul./dez. 1997, p. 53-70.

PERROT, Michelle. Introdução. In: Idem (org.). História da vida privada, vol 4. Da Revolução Francesa à Primeira Guerra. Tradução de Denise Bottman e Bernardo Joffily. São Paulo: Cia. das Letras, 1991, p. 9-13.

PLATO, Alexander von & LEH, Almut. “Ein unglaublicher Frühling”: Erfahrene Geschichte im Nachkriegsdeutschland 1945-1948. Bonn: Bundeszentrale für politische Bildung, 1997.

SAYAD, Abdelmalek. O retorno, elemento constituinte da condição do imigrante. Travessia, n. especial, São Paulo, ano XIII, jan. 2000, p. 07-32.

SEYFERTH, Giralda. Cartas e narrativas biográficas no estudo da imigração. In: DEMARTINI, Zeila de B. F. & TRUZZI, Oswaldo M. S. (org.). Estudos migratórios: perspectivas metodológicas. São Carlos: EdUFSCar, 2005, p. 13-51.

STEINERT, Johannes-Dieter. Drehscheibe Westdeutschland: Wanderungspolitik im Nachkriegsjahrzehnt. In: BADE, Klaus J. (hg.) Deutsche im Ausland, Fremde in Deutschland. München: Beck, 1992, p. 386-392.

WAHLE, Carl. Povoamento da colônia Blumenau. In: Centenário de Blumenau. 1850-1950. Blumenau: Edição da Comissão de Festejos, 1950, p. 129-137.

Downloads

Publicado

2018-05-11

Edição

Seção

Práticas culturais em contextos de migração

Como Citar

FROTSCHER, Méri. “Uma cinzenta falta de esperança paira sobre todos nós”: uma análise de cartas de mulheres e homens com intenção de emigrar da Alemanha para o Brasil (1946-1950). Revista de História, São Paulo, n. 177, p. 01–38, 2018. DOI: 10.11606/issn.2316-9141.rh.2018.138467. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/138467.. Acesso em: 17 abr. 2024.