A expansão paulista em Afonso de Taunay e Sérgio Buarque de Holanda

Reflexões e trajetórias

Palavras-chave: Afonso de Taunay, Sérgio Buarque de Holanda, Historiografia brasileira, expansão paulista, historiografia da cultura

Resumo

O artigo discute as relações de proximidade e distância intelectual e institucional entre os historiadores Afonso de Taunay e Sérgio Buarque de Holanda. Um e outro, em períodos diferentes, engajaram-se na produção historiográfica acerca da expansão paulista no período colonial. Como se sabe, o chamado “bandeirismo” foi um dos mais importantes temas da historiografia brasileira – particularmente da historiografia paulista – na primeira metade do século XX. Taunay interpretou o fenômeno como um capítulo da construção do território e da própria nacionalidade brasileira. Sérgio Buarque compreendeu a expansão paulista a partir do apresamento indígena para as lavouras dos campos de Piratininga. A despeito das diferenças teóricas e metodológicas, as relações entre os dois historiadores foi intensa. Não menos importante, interessa ao artigo observar a inserção institucional dos historiadores em questão. Ambos, em períodos diversos, dirigiram o Museu Paulista e ocuparam a cadeira de História da Civilização Brasileira na Universidade de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alberto Luiz Schneider, Professor de História do Brasil do Departamento de História da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP).

Professor de História do Brasil do Departamento de História da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). É Doutor em História pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP, 2005), com pós-doutorado no King's College London (2008) e no Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP, 2011). Foi professor na Tokyo Universty of Foreign Studies (TUFS, 2004-2006). Publicou o livro Sílvio Romero hermeneuta do Brasil (Annablume, 2005) e diversos artigos no Brasil e no exterior.

Renato Martins, Departamento de História. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo.

Graduado em História, mestre em Antropologia e doutor em História pela Universidade de São Paulo. Minhas pesquisas privilegiam o diálogo entre História e Antropologia, com ênfase na história do pensamento historiográfico e social brasileiro. Desenvolvi uma tese sobre o livro Visão do paraíso, de Sérgio Buarque de Holanda. Também sou pesquisador da Cátedra Jaime Cortesão/Instituto Camões - FFLCH-USP, na qual faço parte do Grupo de Estudos Historiográficos Ibero-Americanos; e participo do projeto internacional "Poética das Margens no Espaço Literário Franco Brasileiro", fruto da parceria entre a Universidade de São Paulo e as universidades Paris VIII - Vincennes-Saint-Denis e Paris X - Nanterre.

Referências

ABUD, Katia. O sangue intimorato e as nobilíssimas tradições. Tese de doutorado, História Social, Departamento de História, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 1985.
ABREU, Capistrano de. Capítulos de história colonial (1500-1800). 7ª edição. São Paulo/Belo Horizonte: Itatiaia/PubliFolha, 2000.
ANHEZINI, Karina. Um metódico à brasileira: a historiografia de Afonso de Taunay (1911-1939). 1ª edição. São Paulo: Editora Unesp, 2011.
ARANTES, Paulo. Um departamento francês de ultramar. 1ª edição. São Paulo: Paz e Terra, 1994.
ARAÚJO, Valdei Lopes de. Sobre o lugar da história da historiografia como disciplina autônoma. Locus, vol. 12, n. 1, Juiz de Fora, 2006.
ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. Metrópole e cultura: São Paulo no meio século XX. 2ª edição. São Paulo: Edusp, 2015.
BARROS, José D’Assunção. A nouvelle histoire e os Annales: entre continuidades e rupturas. Revista de História, n. 5, São Paulo, 2013.
BASTOS, José Henrique. Texto raro narra influência de Taunay sobre Sérgio Buarque de Holanda. Folha de S. Paulo, 28 de julho de 2017.
BLAJ, Ilana. Pulsações, sangrias e sedimentação: Sérgio Buarque de Holanda e a análise da sociedade paulista no século XVII. In: NOGUEIRA, Arlinda R. et al. (org.). Sérgio Buarque de Holanda: vida e obra. 1ª edição. São Paulo: Secretaria do Estado da Cultura/Arquivo do Estado/Universidade de São Paulo/Instituto de Estudos Brasileiros, 1988.
BLAJ, Ilana & MALUF, Marina. Caminhos e fronteiras: o movimento na obra de Sérgio Buarque de Holanda. Revista de História, n. 122, São Paulo, 1990.
BOURDÉ, Guy &; MARTIN, Herve. As escolas históricas. 1ª edição. Tradução de Ana Rabaça. Portugal: Publicações Europa-América, 1983.
BREFE, Ana Claudia Fonseca. O Museu Paulista: Affonso de Taunay e a memória nacional (1917-1945). 1ª edição. São Paulo: Ed. Unesp/Museu Paulista, 2005.
Cadeira de História da Civilização Brasileira. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, n. 2, São Paulo, 1967.
CARDOSO, Irene. A universidade da comunhão paulista. 1ª edição. São Paulo: Cortez Editora, 1982.
CARVALHO, Raphael Guilherme de. Sérgio Buarque de Holanda, do mesmo ao outro: escrita de si e memória (1969-1986). Tese de doutorado, História, Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Paraná, 2017.
CERQUEIRA, André Sekkel. Nota sobre o texto. In: HOLANDA, Sérgio Buarque de. Monções. 4ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.
CERTEAU, Michel de. A escrita da história. 2ª edição. Tradução de Maria de Lourdes Menezes. Rio de Janeiro: Forense, 2008.
CEZAR, Temístocles. Lições sobre a escrita da história: as primeiras escolhas do IHGB. A historiografia brasileira entre os antigos e os modernos. In: NEVES, Lucia Maria Bastos Pereira et al. (org.). Estudos de historiografia brasileira. 1ª edição. Rio de Janeiro: FGV, 2011.
DELACROIX, Christian; DOSSE, François; GARCIA, Patrick. As correntes históricas na França: séculos XIX e XX. 1ª edição. Tradução de Roberto Ferreira Leal. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012.
DIAS, Maria Odila da Silva. Sérgio Buarque de Holanda na USP. Estudos Avançados, vol. 8, n. 22, São Paulo, 1994.
Discurso de saudação a Sérgio Buarque de Holanda, dos amigos da Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo. Abril de 1988. Vp. 180 P3. Fundo Sérgio Buarque de Holanda. Siarq-Unicamp.
DOSSE, François. História e historiadores do século XIX. In: MALERBA, Jurandir (org.). Lições de história: o caminho da ciência no século XXI. 1ª edição. Rio de Janeiro/Porto Alegre: Editora FGV/EdiPUCRGS, 2010.
FERREIRA, Antônio Celso. A epopeia bandeirante: letrados, instituições, invenção histórica (1870-1940). 1ª edição. São Paulo: Editora Unesp, 2002.
FERREIRA, Marieta de Moraes. A história como ofício: a construção de um campo disciplinar. 1ª edição. Rio de Janeiro: Faperj/Ed. da FGV, 2013.
FERREIRA, Tito Lívio. Explicação necessária. Anais do Museu Paulista, tomo XIII, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1949.
FRANÇOZO, Mariana. Um outro olhar: a etnologia alemã na obra de Sérgio Buarque de Holanda. Dissertação de mestrado, Antropologia Social, Programa de Mestrado em Antropologia Social, Universidade Estadual de Campinas, 2004.
FRANZINI, Fábio. À sombra das palmeiras: a Coleção Documentos Brasileiros e as transformações da historiografia nacional. 1ª edição. Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2010.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Monções. 1ª edição. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1945.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Ouro. In: Monções. 1ª edição. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1945.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Revista do Museu Paulista. In: COSTA, Marcos (org.). Sérgio Buarque de Holanda: escritos coligidos. São Paulo: Fundação Perseu Abramo/Editora da Unesp, 2011a (originalmente publicado em O Estado de S. Paulo, São Paulo, 16 de novembro de 1947).
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Anais do Museu Paulista. Anais do Museu Paulista, tomo XIII, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1949a.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Índios e mamelucos na expansão paulista. Anais do Museu Paulista, tomo XIII, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1949b.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Museu Paulista. In: COSTA, Marcos (org.). Sérgio Buarque de Holanda: escritos coligidos. São Paulo: Fundação Perseu Abramo/Editora da Unesp, 2011b (originalmente publicado na Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, 1952).
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Os projetos de colonização e comércio toscanos no Brasil ao tempo do grão-duque Fernando I (1587-1609). In: COSTA, Marcos (org.). Sérgio Buarque de Holanda: escritos coligidos. 1ª edição. São Paulo: Editora da Unesp/Fundação Perseu Abramo, 2011c (originalmente publicado em Revista de História, n. 71, São Paulo, 1967).
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso: os motivos edênicos do descobrimento e da colonização do Brasil. Tese de cátedra, História da Civilização Brasileira, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, Universidade de São Paulo, 1958.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso. 1ª edição. Rio de Janeiro: José Olympio, 1959.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso. 7ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Conversa com Sérgio Buarque. In: MARTINS, Renato (org.). Encontros: Sérgio Buarque de Holanda. Rio de Janeiro: Azougue, 2009 (originalmente publicado na Folha de S. Paulo, São Paulo, 26 de julho de 1977).
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Caminhos e fronteiras. 3ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
GLEZER, Raquel. Chão de terra e outros ensaios sobre São Paulo. 1ª edição. São Paulo: Alameda, 2007.
GONTIJO, Rebeca. A história da historiografia no Brasil, 1940-1970: apontamentos sobre sua escrita. In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – ANPUH. Anais. São Paulo: 2011.
GONTIJO, Rebeca. O velho vaqueano: Capistrano de Abreu: memória, historiografia e escrita de si. 1ª edição. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2013.
GUIMARÃES, Lúcia Maria Paschoal. Da Escola Palatina ao Silogeu: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1889-1938). 1ª edição. Rio de Janeiro: Editora Museu da República, 2007.
GUIMARÃES, Manoel Luiz Salgado. Historiografia e nação no Brasil: 1838-1857. 1ª edição. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.
KANTOR, Iris. Usos diplomáticos da ilha-Brasil: polêmicas cartográficas e historiográficas. Varia História, vol. 23, n. 37, São Paulo, 2007.
MALERBA, Jurandir. Prefácio. In: Idem (org.). Lições de história: o caminho da ciência no século XXI. 1ª edição. Rio de Janeiro/Porto Alegre: Editora FGV/EdiPUCRGS, 2010.

MARTINS, Renato. Tradição, modernidade e história das Américas em Visão do paraíso (1946-1969). Tese de doutorado, História Social, Departamento de História Social, Universidade de São Paulo, 2017.
MATOS, Odilon Nogueira de. Afonso de Taunay, historiador de São Paulo. São Paulo: Universidade de São Paulo e Fundo de Pesquisas do Museu Paulista, 1977. (Coleção Museu Paulista)
MONTEIRO, John Manuel. Os negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
MORSE, Richard. Formação histórica de São Paulo: de comunidade a metrópole. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970.
NICODEMO, Thiago Lima. Urdidura do vivido: Visão do paraíso e a obra de Sérgio Buarque de Holanda nos anos 1950. 1ª edição. São Paulo: Edusp, 2008.
NICODEMO, Thiago Lima. Sérgio Buarque de Holanda e a dinâmica das instituições culturais no Brasil: 1930-1960. In: MARRAS, Stelio (org.). Atualidade de Sérgio Buarque de Holanda. 1ª edição. São Paulo: Edusp/IEB-USP, 2012.
NOGUEIRA, Arlinda R. et al. (org.). Sérgio Buarque de Holanda: vida e obra. 1ª edição. São Paulo: Secretaria do Estado da Cultura/Arquivo do Estado/Universidade de São Paulo/Instituto de Estudos Brasileiros, 1988.
Nomeação de Sérgio Buarque como historiógrafo do Museu Paulista. 28/01/1947. Vp 42 P1. Fundo Sérgio Buarque de Holanda. Siarq-Unicamp.
NOVAIS, Fernando. Prefácio a Jaime Cortesão ou “Encontro marcado”. In: CORTESÃO, Jaime. Raposo Tavares e a formação territorial do Brasil. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Fundap, 2012.
PEIXOTO, Fernanda. Estrangeiros no Brasil: a missão francesa na USP. Dissertação de mestrado, Antropologia Social, Departamento de Antropologia, Universidade de São Paulo, 1991.
PEREIRA, Mateus Henrique; SANTOS, Pedro Afonso dos; NICODEMO, Thiago Lima. Brazilian historical writing in global perspective: on the emergence of the concept of “historiography”. History and Theory, n. 54, 2015. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1111/hith.10780. Acesso em: 27 nov. 2017. https://doi.org/10.1111/hith.10780.
Programa do curso de História da Civilização Brasileira. Anuário da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências. São Paulo: FFLCH-USP, 2009.
Programas para 1965 aprovados pela Congregação. São Paulo: Seção de Publicações, FFCL-USP, 1965.
Programas para 1968 aprovados pela Congregação. São Paulo: Seção de Publicações, FFCL-USP, 1968.
Relatório referente ao ano de 1946 apresentado ao sr. dr. Plínio Caiado de Castro, digníssimo secretário da Educação e Saúde Pública, pelo diretor do Museu Paulista, Sérgio Buarque de Holanda. São Paulo, 31 de janeiro de 1947.
ROIZ, Diogo da Silva. A dialética entre o “intelectual-letrado” e o “letrado-intelectual”: projetos, tensões e debates na escrita da história de Alfredo Ellis Jr. e Sérgio Buarque de Holanda (1929-1959). Tese de doutorado, História Social, Pós-Graduação em História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, 2013.
SANCHEZ, Rodrigo Ruiz. Sérgio Buarque de Holanda: a trajetória de um intelectual independente. Tese de doutorado, Sociologia, Programa de Pós-Graduação em Letras da Unesp, 2007.
SANCHEZ, Rodrigo Ruiz. Sérgio Buarque de Holanda na USP. Revista Sociedade e Estado, vol. 26, n. 1, Brasília, 2011.
SANTOS, Márcio. Bandeirantes paulistas no sertão do São Francisco: povoamento e expansão pecuária de 1688 a 1734. 1ª edição. São Paulo: Edusp, 2009.
SCHWARTZMAN, Simon. Universidades e instituições científicas no Rio de Janeiro. 1ª edição. Brasília: CNPq, 1982.
SCHNEIDER, Alberto Luiz. Os paulistas e os outros: fama e infâmia na representação dos moradores da capitania de São Paulo nas letras dos séculos XVII e XVIII. Projeto História, n. 57, São Paulo, 2016.
SCHWARCZ, Lília Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil: 1870-1930. 11ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.
3º COLÓQUIO UERJ. Anais. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1992.
SEWELL, William. Logics os history. Chicago/Londres: University of Chicago Press, 2005.
SOUZA, Laura de Mello e. Formas provisórias de existência: a vida cotidiana nos caminhos, nas fronteiras e nas fortificações. In: Idem. (org.). História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.
SOUZA, Laura de Mello e. Estrela da vida inteira. In: HOLANDA, Sérgio Buarque de. Monções. 4ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.
TAUNAY, Afonso de. Frei Gaspar da Madre de Deus. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, vol. 20, São Paulo, 1911.
TAUNAY, Afonso de. Princípios gerais da moderna história. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, vol. 26, São Paulo, 1915.
TAUNAY, Afonso de. São Paulo nos primeiros anos. 1ª edição. Tours: E. Arrault et Cie, 1920.
TAUNAY, Afonso de. São Paulo no século XVI. 1ª edição. Tours: E. Arrault et Cie, 1921.
TAUNAY, Afonso de. Na era das bandeiras. 1ª edição. São Paulo: Editora Companhia Melhoramentos de São Paulo; Weiszflog Irmãos, 1922a.
TAUNAY, Afonso de. Pedro Taques e seu tempo: estudos de uma personalidade e de uma época. Anais do Museu Paulista, tomo I, São Paulo: Oficina do Diário Oficial, 1922b.
TAUNAY, Afonso de. Prefácio. Anais do Museu Paulista, tomo I, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1922c.
TAUNAY, Afonso de. Piratininga: aspectos sociais de São Paulo seiscentista. 1ª edição. São Paulo: Tipografia Ideal; Heitor L Canton, 1923.
TAUNAY, Afonso de. História geral das bandeiras paulistas. 1ª edição. São Paulo: Typ. Ideal, 1924.
TAUNAY, Afonso de. Prefácio. Anais do Museu Paulista, tomo II, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1925.

TAUNAY, Afonso de. Prefácio. Anais do Museu Paulista, tomo V, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1931.
TAUNAY, Afonso de. Guia da Secção Histórica do Museu Paulista. 1ª edição. São Paulo: Imprensa Official do Estado, 1937.
TAUNAY, Afonso de. A propósito do curso de História da Civilização Brasileira na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Anuário da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências, São Paulo: FFLCH-USP, 2009.
WEGNER, Robert. A conquista do oeste: a fronteira na obra de Sérgio Buarque de Holanda. 1ª edição. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000.
WHITE, Hayden. Trópicos do discurso: ensaios sobre a crítica da cultura. 2ª edição. Tradução de Alípio Correia da Franca Neto. São Paulo: Edusp, 2001.
Publicado
2019-09-02
Seção
Artigos