A Política do silêncio: Mário de Andrade, o teatro musicado e a presença estrangeira na São Paulo dos anos 1920 e 1930

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.rh.2020.156828

Palavras-chave:

teatro musicado, Mário de Andrade, São Paulo, profissionalização musical, imigração italiana

Resumo

O artigo analisa o silêncio de Mário de Andrade em relação ao teatro musicado. Como entender que o mesmo autor que dedicou tanta atenção a outros importantes veículos culturais da época, como o disco, o cinema mudo e a partitura impressa, tenha se calado diante do teatro de operetas, burletas e revistas, um dos principais divertimentos públicos de São Paulo nas décadas de 1920 e 1930? A análise de textos jornalísticos, poéticos e programáticos do autor, um deles um autógrafo inédito, revela que tal silêncio só se configurou a partir do final dos anos 1920, quando a estruturação de um mercado de bens culturais e a forte presença italiana na vida musical e teatral da cidade passaram a ser vistas como uma ameaça ao projeto de construção de uma música a um só tempo artística e nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Virginia de Almeida Bessa, Instituto de Estudos Brasileiros. Universidade de São Paulo

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em História Social do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2012), é pós-doutoranda e professora colaboradora no Instituto de Estudos Brasileiros - IEB, da mesma universidade.

 

Referências

AMARAL, Antônio Barreto. História dos velhos teatros de São Paulo: da Casa da Ópera à inauguração do Teatro Municipal. São Paulo: Governo do Estado, 1979.

BELARDI, Armando. Vocação e arte: memórias de uma vida para a música. São Paulo: Casa Manon, 1986.

BESSA, Virginia de Almeida. A cena teatral paulistana: teatro musicado e canção popular na cidade de São Paulo. Tese de Doutorado, História Social, São Paulo, FFLCH-USP, 2012.

BESSA, Virginia de Almeida. Teatro musicado em São Paulo de 1914 a 1934. [Base de dados online]. 2018. Disponível em: Acesso em 18 jul. 2019.

CROW, Thomas. Modernism and Mass Culture in the Visual Arts. In: Modern Art in the Common Culture. New Haven: Yale University, 1996, p. 3-37.

FONSECA, Denise Sella. Uma colcha de retalhos: a música em cena na cidade de São Paulo. São Paulo: SESI-SP Editora, 2017.

KRACAUER, Sigfried. O ornamento da massa: ensaios. Trad. port. Carlos Eduardo Jordão Machado e Marlene Holzhausen. São Paulo: Cosac Naify, 2009.

LARA, Cecília de. De Pirandello a Piolin: Alcântara Machado e o teatro no modernismo. Rio de Janeiro: INACEN, 1987.

LOPES, Telê Ancona. Mário de Andrade – Malazarte – I Manuscritos. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, n. 33, 1992, p. 50-67.

MACHADO, Antônio de Alcântara. Palcos em foco: Crítica de espetáculos/ Ensaios sobre Teatro (1923-1933) – Tentativas no campo da Dramaturgia. Org. e introd. Cecília de Lara. São Paulo: Edusp, 2009.

MARIANO, Maira. Um resgate do teatro nacional: o teatro brasileiro nas revistas de São Paulo (1901-1922). Dissertação de Mestrado, Letras, São Paulo, FFLCH-USP, 2008.

NUNES, Mario. Quarenta anos de teatro. Rio de Janeiro: SNT, 1956, 2 vols.

ORLANDI, Eni Puccinelli. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. 6ª ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

PALINHOS, Jorge. Modernism and the portuguese teatro de revista. In: LEAL, Joana Cunha; MAIA, M. Helena; TORRAS, Begoña Farré (orgs.). Southern Modernisms: from A to Z and back again. Lisboa: CEAA/IHA, 2015, p. 141-160.

RAGO, Margareth. Os prazeres da noite: prostituição e códigos da sexualidade feminina em São Paulo, 1890-1930. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

SILVEIRA, Miroel. Contribuição italiana ao teatro brasileiro. São Paulo: Edições Quíron, MEC, 1976.

SOUZA, Alberto. Estudos demográficos. A população de São Paulo no último decênio (1907-1916). São Paulo: Tipografia Piratininga, 1917.

SOUZA JUNIOR, Walter de. Mixórdia no picadeiro. Circo, circo-teatro e circularidade teatral na São Paulo das décadas de 1930 a 1970. Tese de Doutorado, Comunicação, São Paulo, ECA-USP, 2008.

TONI, Flavia Camargo. Uma orquestra sinfônica para São Paulo. Revista Música. São Paulo, v.6, n° 1/2, maio/nov. 1995.

VERMES, Mónica. A Música no Rio de Janeiro no primeiro ano da República. Anais do X Encontro de Musicologia Histórica: “Theoria e práxis na música: uma antiga dicotomia revisitada”. Juiz de Fora: Ed. UFJF: Pró-Música, 2016.

VENEZIANO, Neyde. De pernas pro ar: o teatro de revista em São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial, 2006.

WISNIK, José Miguel. Dança dramática (poesia/música brasileira). Tese de Doutorado, Teoria Literária e Literatura Comparada, São Paulo, FFLCH-USP, 1980.

Fontes

Manuscritos de Mário de Andrade

ANDRADE, Mário de. Manuscrito. S/d. Bases pra uma tentativa de teatro brasileiro, Arquivo IEB, Fundo Mário de Andrade, MA-MMA-108, 108-113.

ANDRADE, Mário de. Manuscrito. 1934-1943. Café (Introdução), Arquivo IEB-USP, Fundo Mário de Andrade, MA-MMA-021, 217-249.

Correspondência

ANDRADE, Mário de. Manuscrito. Dez. 1926. Carta a Ascenso Ferreira. Arquivo IEB-USP, Fundo Mário de Andrade, MA-C-CPL2877.

FERREIRA, Ascenso. Manuscrito. 1926. Carta a Mário de Andrade, Arquivo IEB-USP, Fundo Mário de Andrade, MA-C-CPL2877.

ANDRADE, Mário de. A lição do amigo. Cartas a Carlos Drummond de Andrade. 2. ed. rev. Rio de Janeiro: Record, 1988.

Artigos de periódicos

ANDRADE, Mário de. Virtuosos e farrapilhas. II - Viúva alegre. O Echo. São Paulo, ano XVII, n° 9, jun. 1919, p. 34-5.

ANDRADE, Mário de. Virtuosos e farrapilhas. III - Paulo e Virginia. O Echo. São Paulo, ano XVIII, n°1, jul. 1919, p. 2-6.

ANDRADE, Mário de. Virtuosos e farrapilhas. IV - Teus parentes. O Echo. São Paulo, ano XVIII, n°2, ago. 1919, p. 4-5.

ANDRADE, Mário de. Virtuosos e farrapilhas. VII - Primeiro amor. O Echo. São Paulo, ano XVIII, n° 6, dez. 1919, p. 3.

ANDRADE, Mário de. Do Brasil ao Far-West - Piolin (sob o pseudônimo Pau d’Alho). Terra Roxa e Outras Terras. São Paulo, n° 3, 03/02/1926, p. 2.

ANDRADE, Mário de. Sociedade de Concertos Sinfônicos. Diário Nacional. São Paulo, 11/11/1928, p. 2.

ANDRADE, Mário de. Sociedade de Concertos Sinfônicos. Diário Nacional. São Paulo, 26/03/1929, p. 6.

ANDRADE, Mário de. Villa-Lobos. Diário de Notícias. São Paulo, 29 de set. de 1929, p. 7.

ANDRADE, Mário de. Decadência. Diário Nacional. São Paulo, 19 de março de 1930, p. 7.

ANDRADE, Mário de. Carnaval tá aí. Diário Nacional, 18 de jan. de 1931, p. 3.

ANDRADE, Mário de. Circo de cavalinhos. Diário Nacional. São Paulo, 02 de agosto de 1931, p. 3.

ANDRADE, Mário de. Sociedade Sinfônica de São Paulo. Diário Nacional. São Paulo, 22 de março de 1931, p. 4.

ARMANDO Belardi. Il Pasquino Coloniale. São Paulo, 09 de set. 1922, p. 37.

BELARDI, Armando. Sociedade de Concertos Sinfônicos. Correio da Manhã. Rio de Janeiro, 22 de dez. de 1921, p. 2.

BRASIL Cinema. Correio Paulistano. São Paulo, 20 de abril de 1915, p. 8.

CENTRO MUSICAL DE SÃO PAULO. Estatutos do Centro Musical de São Paulo. Parcialmente transcritos. In: Gazeta Artística. Revista de música, literatura e belas artes. São Paulo, n. 26, nov./1913, p. 11-15.

CENTRO Musical Carlos Gomes. Folha da Manhã. São Paulo, 28 de março de 1928, p. 7.

MACHADO, Antônio de Alcântara. Indesejáveis. Terra roxa e outras terras. São Paulo, n° 1, 20 de jan. de 1926, p. 5.

NA CÂMARA Municipal. Folha da Manhã. São Paulo, 11 de agosto de 1929, p. 9

O CASO das Sociedades Sinfônicas em São Paulo. Correio da Manhã. Rio de Janeiro, 04 de março de 1930, p. 7.

SÃO PAULO (Estado). Decreto n° 3818 de 07 de março de 1925. Diário Oficial do Estado de São Paulo, 08 de março de 1925, p. 1874

SOCIEDADE de Concertos Sinfônicos. Diário Nacional. São Paulo, 28 de julho de 1928, p. 7.

SOCIEDADE de Concertos Sinfônicos de São Paulo. Correio Paulistano. São Paulo, 24 de dez. de 1929, p. 7.

Obras de Mário de Andrade

ANDRADE, Mário de. Paulicea desvairada. São Paulo: Casa Mayença, 1922.

ANDRADE, Mário de. Música de pancadaria. In: Música, doce música. São Paulo: L. G. Miranda, 1934, p. 245-358.

Obras teatrais

AZEVEDO, Artur. A Capital Federal. In: Teatro de Artur Azevedo. Rio de Janeiro: INACEN, 1983, vol. 6.

CORREA, Viriato; GONZAGA, Francisca. Manuscrito. 1918. Jurity. Peça de costumes sertanejos. Arquivo Nacional, Fundo Delegacia Auxiliar da Polícia, Cx. 58, 03.

Downloads

Publicado

2020-09-03

Edição

Seção

Artigos

Dados de financiamento