Las Preocupaciones étnicas de las Elites Intelectuales Argentinas,1880-1940

Autores

  • Leonardo Senkman Universidad Hebrea de Jerusalem

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v0i129-131p101-120

Palavras-chave:

Intelectuais, Positivismo, Imigração, Identidade Nacional

Resumo

O autor passa em revista algumas das principais idéias representativas do pensamento da intelectualidade argentina, procurando demonstrar a ausência de nma doutrina coerente em torno da questuo da raça e como parte integrante do projeto de construção da nacionalidade. A análise se faz com base nas idéias de grupos distintas de intelectuais: positivistas, racionalistas católicos e liberais.

A etnicidade é apresentada como uma das maneiras de se formular discursivamente as questões pendentes do processo de construção nacional onde a questão imigratória encontra-se dimensionada ao
lado de outras como: a dos exilados espanhóis e dos imigrantes refugiados do nazismo. Na porte final
analisa as ideias xenófobas e racistas do nacionalismo integrista antiimperialista, de índole mobilizadora e populista dos anos 30 e 40.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

1994-12-30

Edição

Seção

Artigos