Le sauvage et l'ancien et le moderne: ou comment penser l'histoire de la société civile?

Autores

  • Bertrand Binoche Université Panthéon-Sorbonne

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v0ispep217-230

Resumo

Para construir o conceito de "civilização" nos anos 1760, foi necesário admitir que as histórias das nações se apresentam como curvas, em princípio, passíveis de serem sobrepostas, isto é, que cada nação efetua, a seu tempo, os mesmos progressos. Mas isso exigia, por sua vez, fazer coincidir o germânico de Tácito e o índio da América - este último encontrando, se hoje, no estágio em que aquele estava então. Esta analogia comandou aquela dos ritmos constitutivos de "civilização" É sobre este ponto que nós desejamos voltar nossa atenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2010-06-30

Como Citar

BINOCHE, B. Le sauvage et l’ancien et le moderne: ou comment penser l’histoire de la société civile?. Revista de História, [S. l.], n. spe, p. 217-230, 2010. DOI: 10.11606/issn.2316-9141.v0ispep217-230. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/19145. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

História e Antropologia