O sentido social da Revolução Praiera. Ensaio de interpretação

Autores

  • Amaro Quintas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v9i19p131-178

Resumo

(Primeiro Parágrafo do Artigo)

A Província de Pernambuco mantinha ainda a tradição dos movimento nativistas e republicanos dis princípios do século XIX. Persistia o fermento revolucionário que provocara as revoluções de 1817 e 1824, e que desabrochara, talvez, na guerra dos Mascates ao alvorecer do seculo XVIII.

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1954-09-07

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

QUINTAS, Amaro. O sentido social da Revolução Praiera. Ensaio de interpretação. Revista de História, São Paulo, v. 9, n. 19, p. 131–178, 1954. DOI: 10.11606/issn.2316-9141.v9i19p131-178. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/36396.. Acesso em: 20 jul. 2024.