Da “constituinte soberana” a “conciliação política sobre as bases das reformas”: O Partido Liberal em Pernambuco e o gabinete Paraná de 1853

Autores

  • Suzana Cavani Rosas Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v0i170p291-316

Palavras-chave:

Conciliação, “praieiros”, imprensa, partidos imperiais, Pernambuco

Resumo

Após a Rebelião Praieira, os liberais de Pernambuco tiveram de enfrentar o desafio de reorganizarem o seu partido. A tarefa de estabelecer as estratégias de ação da oposição os levou a um intenso e caloroso debate na imprensa, onde duas bandeiras de luta dominaram as discussões políticas: a luta pela convocação de uma constituinte e a abstenção eleitoral. A mudança de rumo da oposição nessa direção só aconteceria com a reforma eleitoral de 1855, realizada pelo gabinete da conciliação (1853-1856). A análise da resistência e da adesão dos praieiros à política desse gabinete consta como principal objetivo do presente trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Edição

Seção

Artigos