Educação médica apoiada em comunidade: projetos de intervenção coletiva como forma de aprendizado sobre criação de redes e intersetorialidade

Autores

  • Marina Mattos Rebeis
  • Mauricio Ricardo Moreira da Silva Filho Acadêmico de Medicina da FMUSP
  • Mauro Xavier Neto
  • Paula Malvezzi Messias
  • Pedro França Pinto Marotti
  • Priscila Cardoso Morales
  • Priscila Galvão Póvoa
  • Priscila Toda
  • Rachel de Assis
  • Rafael Faria Pisciolaro
  • Raif Restivo Simão
  • Raphael Vianna
  • Renata Mendonça

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v93i3p94-100

Palavras-chave:

Ação intersetorial, Promoção da saúde/provisão e distribuição, Promoção da saúde/recursos humanos, Promoção da saúde/utilização, Atenção primária à saúde/utilização, Educação médica/recursos humanos, Materiais educativos e de divulgação.

Resumo

INTRODUÇÃO: Considerando-se que os cuidados e a atenção à saúde transpassam as barreiras físicas do consultório médico e podem se efetivar em diversos âmbitos e por diferentes profissionais, buscou-se, por meio de dois projetos de intervenção, contribuir para a articulação entre os equipamentos sociais, a população e os funcionários de duas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Tal atividade faz parte da formação de estudantes do curso de Medicina da Universidade de São Paulo e teve como foco enfatizar o aspecto da intersetorialidade na prática médica e sua relação com a promoção da saúde. OBJETIVOS: Primariamente, descreve-se a construção de materiais informativos de fácil acesso (folder e cartilha) sobre os equipamentos sociais existentes na região e sua divulgação para funcionários e usuários da UBS. Secundariamente, espera-se refletir sobre os efeitos da condução desses projetos na educação médica. METODOLOGIA: São descritos os percursos de dois projetos de intervenção, bem como sua avaliação por parte dos profissionais de saúde, usuários dos serviços envolvidos e também como parte do processo de educação médica. Um quadro síntese aponta as semelhanças e as diferenças dos projetos. RESULTADOS: Notou-se que grande parte dos funcionários conhecia e, de certa forma, utilizava parte dos equipamentos existentes no território. O desconhecimento de outros equipamentos foi diretamente relacionado à maior distância desses em relação a UBS. A construção de material informativo na forma de cartilha e folder foi avaliado de forma positiva pelos serviços e pela comunidade envolvidos. CONCLUSÃO: Foi possível concluir que a confecção desses materiais atendeu a uma das demandas de saúde dessas comunidades e, apesar de simples, eles contribuirão para a estruturação de redes de cuidado. Ademais, a aproximação com o SUS e o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes ao longo da prática possibilitaram um aprendizado significativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Mattos Rebeis

Acadêmica de medicina da FMUSP.

Mauro Xavier Neto

Acadêmico de Medicina da FMUSP

Paula Malvezzi Messias

Acadêmica de Medicina da FMUSP

Pedro França Pinto Marotti

Acadêmico de Medicina da FMUSP

Priscila Cardoso Morales

Acadêmica de Medicina da FMUSP

Priscila Galvão Póvoa

Acadêmica de Medicina da FMUSP

Priscila Toda

Acadêmica de Medicina da FMUSP

Rachel de Assis

Acadêmica de Medicina da FMUSP

Rafael Faria Pisciolaro

Acadêmico de Medicina da FMUSP

Raif Restivo Simão

Acadêmico de Medicina da FMUSP

Raphael Vianna

Acadêmico de Medicina da FMUSP

Renata Mendonça

Acadêmica de Medicina da FMUSP

Downloads

Publicado

2014-09-04

Como Citar

Rebeis, M. M., Silva Filho, M. R. M. da, Xavier Neto, M., Messias, P. M., Marotti, P. F. P., Morales, P. C., Póvoa, P. G., Toda, P., Assis, R. de, Pisciolaro, R. F., Simão, R. R., Vianna, R., & Mendonça, R. (2014). Educação médica apoiada em comunidade: projetos de intervenção coletiva como forma de aprendizado sobre criação de redes e intersetorialidade. Revista De Medicina, 93(3), 94-100. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v93i3p94-100

Edição

Seção

Artigos