Anestesia subdural acidental após punção peridural

relato de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i4p438-441

Palavras-chave:

Espaço Subdural, Anestesia Epidural, Anestesia por Condução

Resumo

A anestesia peridural é um procedimento amplamente realizado em nível mundial, por sua segurança e benefícios oferecidos. O espaço subdural é localizado entre as membranas aracnoide e dura máter, mormalmente se apresentando como um espaço virtual. A punção inadvertida do espaço subdural tem ocorrência rara. O objetivo deste relato é demonstrar um caso de bloqueio subdural durante procedimento cirúrgico de correção de hérnia incisional, cuja técnica anestésica escolhida foi anestesia peridural. A punção lombar foi realizada sem intercorrências. Realizada uma dose teste de lidocaína com epinefrina e então administrado Bupivacaina, fentanil e morfina. A paciente evoluiu com anestesia desejada, apresentando estabilidade hemodinâmica. Com o transcorrer do procedimento cirúrgico, a paciente apresentou queda da saturação, rebaixamento do nível de consciência, optando por intubação orotraqueal Ao fim do procedimento, optou-se pela extubação. A paciente permaneceu na sala de recuperação pós anestésica estável hemodinamicamente, com nível de consciência preservado e saturação de oxigênio satisfatória. O bloqueio subdural é uma complicação de rara ocorrência. Os achados clínicos desta entidade foram classificados em critérios maior e menor. Os critérios maiores são: teste de aspiração negativo para líquor; ou bloqueio sensorial inesperadamente extenso após injeção peridural. São critérios menores: início tardio para um bloqueio nervoso sensitivo ou motor; bloqueio motor variável, apesar do uso de baixas doses de Bupivacaína; ou bloqueio simpático desproporcional à dose de anestésico local administrada. Se ambos os critérios maiores e um dos critérios menores estiverem presentes, considerar bloqueio subdural. Foi aventada a possibilidade de bloqueio subdural por ter ocorrido vasto bloqueio sensitivo/motor, com aspiração negativa de líquor e início tardio do bloqueio. Foi instituído tratamento de suporte, com monitorização hemodinâmica, suporte ventilatório e acompanhamento para avaliar alguma possível complicação. Embora seja uma complicação rara dos bloqueios peridurais, a anestesia subdural pode ocorrer e faz-se necessário seu reconhecimento e adequado manejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eric Guimarães Machado, Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, Juiz de Fora, MG

Médico em Especialização em Anestesiologia pelo Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, Juiz de Fora-MG.

 

Marco Felipe Bouzada Marcos, Universidade Severino Sombra

Médico Anestesiologista; Mestrando do Programa de Mestrado Profissional em Ciências Aplicadas à Saúde da Universidade Severino Sombra, Vassouras-RJ, Brasil.

 

Leandro Fellet Miranda Chaves, Universidade Federal de Juiz de Fora

Médico Anestesiologista; Portador do TSA/SBA. Professor da Disciplina de Anestesiologia da Universidade Federal de Juiz de Fora-MG; Médico Anestesiologista do Hospital Albert Sabin, Juiz de Fora-MG. O

Downloads

Publicado

2018-12-19

Como Citar

Machado, E. G., Marcos, M. F. B., & Chaves, L. F. M. (2018). Anestesia subdural acidental após punção peridural: relato de caso. Revista De Medicina, 97(4), 438-441. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i4p438-441

Edição

Seção

Relato de Caso/Case Report