Gestão em saúde: nova disciplina nos cursos de medicina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i3p212-219

Palavras-chave:

Organização e administração, Medicina, Currículo, Saúde

Resumo

Introdução: Para acompanhar as exigências da contemporaneidade, os programas pedagógicos, os quais contém as exigências curriculares, dos cursos de medicina deveriam ser revistos. Seria interessante que, além dos ensinamentos técnicos, a matriz curricular incluísse preceitos não técnicos, também, do ponto de vista da medicina, que permitam aos médicos melhor desempenho na profissão, conforme reforçado por Diretriz governamental21, e uma carreira médica que se estenda para além da medicina. Método: Realizou-se uma análise das disciplinas relacionadas à gestão ofertadas em dezoito (18) dentre os vinte (20) principais cursos de medicina do país, segundo o Ranking Universitário da Folha 2019, com o objetivo de observar a inserção de disciplinas que beneficiem a gestão de serviços de saúde. Resultados: Dos 18 objetos de análise, apenas oito (8) ofertavam matérias nessa área, totalizando vinte e oito (28) disciplinas, sendo sete (7) obrigatórias e vinte e uma (21) eletivas. Verificou-se, ainda, a falta de padronização de conteúdo naquelas que já ministram tais disciplinas, o que dificulta a criação de normas ou resoluções pelo Ministério da Educação (MEC) ou pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que incluam, de fato, esses conteúdos nas grades curriculares. Conclusão: O ensino de gestão e de empreendedorismo no país, então, não contempla a totalidade do território nacional e, quando presente, não consegue contemplar plenamente preceitos importantes à formação acadêmica do médico contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Emmanuel Novais, Universidade Federal do Rio de Janeiro

MD, PHD, MBA

Referências

Braudel F. The wheels of commerce: civilization e capitalism 15th-18th century. New York: Harper & Row, Publishers; 1982. v.2

Hisrich RD, Peters MP. Empreendedorismo. 5a ed. Porto Alegre: Bookman; 2004.

Baggio AF, Baggio DK. Empreendedorismo: Conceitos e definições. REIT-IMED. 2015;1(1):25-38. doi: https://doi.org/10.18256/2359-3539/reit-imed.v1n1p25-38.

Vale GMV. Empreendedor: origens, concepções teóricas, dispersão e integração. Rev Adm Contemp.. 2014;18(6):874-891. doi: https://doi.org/10.1590/1982-7849rac20141244.

Martes ACB. Weber e Schumpeter: a ação econômica do empreendedor. Rev Econ Polit. 2010;30(2):254-270. doi: https://doi.org/10.1590/S0101-31572010000200005.

Terrim S, Melo A, Jácomo A. Empreendedorismo em saúde: relato de um modelo de Empresa Júnior em Medicina. Rev Med (São Paulo). 2015;94(2):94-8. doi: https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v94i2p94-98.

Eesley CE, Miller WF. Impact: Stanford University’s economic impact via innovation and entrepreneurship. SSRN. 2017:7-17. doi: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.2227460.

Fayolle A. Handbook of research in entrepreneurship education, volume 1: A general perspective. Cheltenham, UK: Edward Elgar Publishing; 2007.

Sakhri S. Entrepreneurship in medical academic: what is its place in Algeria? Scholarly J Otolaryngol. 2018;1(2):36-50. doi: https://doi.org/10.32474/SJO.2018.01.000109.

Niccum BA, Sarker A, Wolf SJ, Trowbridge MJ. Innovation and entrepreneurship programs in US medical education: a landscape review and thematic analysis. Med Educ Online. 2017;22(1):1360722. doi: https://doi.org/10.1080/10872981.2017.1360722.

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 2, de 18 de junho de 2007. Dispõe sobre carga horária mínima e procedimentos relativos à integralização e duração dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade presencial. Diário Oficial da União. Brasília, 19 jun. 2007; Seção 1, p. 6.

Lima MCF, Jesus, SB. Administração do tempo: um estudo sobre a gestão eficaz do tempo como ferramenta para o aumento da produtividade e work life balance. Ge-Sec [online]. Maio.2012 [acesso em 22 Nov 2020]. doi: https://doi.org/10.7769/gesec.v2i2.48.

Caldwell JA, Caldwell JL, Thompson LA, Lieberman HR. Fatigue and its management in the workplace. Neurosci Biobehav Rev. 2019;96:272-89. doi: https://doi.org/10.1016/j.neubiorev.2018.10.024.

Tomé LM. Relevante, porém escasso: panorama do ensino de empreendedorismo nas escolas médicas [Dissertação]. São Paulo: Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Faculdade Getúlio Vargas; 2019.

Martens CDP, Freitas H. Influência do ensino de empreendedorismo nas intenções de direcionamento profissional dos estudantes. E&D. 2008;15:71-95. Disponível em: http://www.ufrgs.br/gianti/files/artigos/2008/2008_estudoedebate_cdpm_hf_ensino%20empreendedorismo.pdf.

Franco JOB, Gouvêa JB. A cronologia dos estudos sobre empreendedorismo. REGEPE. 2016;5(3):144-66. doi: http://dx.doi.org/10.14211/regepe.v5i3.360.

Vieira JE, Bellodi PL, Marcondes E, Martins MA. Atividades Práticas Dirigem Escolha de Disciplinas Eletivas no Curso Médico. Rev Bras Educ Med. 2020;29(1):51-54. doi: https://doi.org/10.1590/1981-5271v29.1-008.

Cortez JAA. Capacidade dinâmica gerencial e a longevidade de uma empresa familiar [Dissertação]. São Paulo: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas da Universidade Presbiteriana Mackenzie; 2019.

Arráez-Aybar LA, Sánchez-Montesinos I, Mirapeix RM, Mompeo-Corredera B, Sañudo-Tejero JR. Relevance of human anatomy in daily clinical practice. Ann Anat. 2010;192(6):341-8. doi: https://doi.org/10.1016/j.aanat.2010.05.002

Hisrich RD, Peters MP, Shepherd AD. Empreendedorismo. 9a ed. Porto Alegre: Bookman; 2009

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 4, de 7 Novembro 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina. Diário Oficial da União. Brasília, 9 Nov. 2001; Seção 1, p. 38.

Publicado

2021-08-02

Como Citar

Slawka, E., & Novais, M. E. (2021). Gestão em saúde: nova disciplina nos cursos de medicina. Revista De Medicina, 100(3), 212-219. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i3p212-219

Edição

Seção

Artigos/Articles