Alterações retinianas em pacientes com doença falciforme: uma série de casos

uma série de casos

Autores

  • João Vitor de Omena Jucá Universidade Tiradentes
  • Anna Luyza Correia dos Santos Alves Universidade Tiradentes
  • Carlos Eduardo Ximenes da Cunha Universidade Tiradentes https://orcid.org/0000-0002-8649-5096
  • Caio Victor Oliveira Ferreira Universidade Tiradentes
  • Isaac Carvalho de Oliveira Ramos
  • Marina Viegas Moura Rezende Ribeiro Universidade Tiradentes https://orcid.org/0000-0001-7626-2806

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i2p193-196

Palavras-chave:

Retina, Fundo de olho, Anemia falciforme, Oftalmologia

Resumo

O presente estudo tem por objetivo avaliar os principais achados fundoscópicos em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme, observando quais as alterações retinianas mais comuns nesse grupo. Realizou-se um estudo retrospectivo e descritivo através de fundoscopias e retinografias de 34 pacientes acompanhados por serviço de oftalmologia especializado e pelo Hemocentro do Estado de Alagoas. O tipo de hemoglobinopatia mais encontrado foi o SS, seguido pelas hemoglobinopatias SC e S-thal. Do total de pacientes avaliados, 58,8% eram do sexo masculino. 29,41% dos pacientes apresentaram alterações retinianas. Quanto ao genótipo, 42,86% dos pacientes com genótipo SC tinham alterações retinianas. Foi observado um reduzido número de alterações retinianas na amostra estudada, e todos os pacientes com sinais de retinopatia falciforme apresentavam hemoglobinopatia do tipo SS ou SC. O genótipo SS foi o mais prevalente dentre os pacientes, mas o genótipo SC foi o de maior risco para o desenvolvimento de alterações na retina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Vitor de Omena Jucá , Universidade Tiradentes

Acadêmico de Medicina da Universidade Tiradentes, Maceió-Alagoas.

Anna Luyza Correia dos Santos Alves, Universidade Tiradentes

Acadêmica de Medicina da Universidade Tiradentes, Maceió-Alagoas.

Carlos Eduardo Ximenes da Cunha, Universidade Tiradentes

Acadêmico de Medicina da Universidade Tiradentes, Maceió-Alagoas.

Caio Victor Oliveira Ferreira, Universidade Tiradentes

Acadêmico de Medicina da Universidade Tiradentes, Maceió-Alagoas.

Isaac Carvalho de Oliveira Ramos

Médico Especialista em Oftalmologia pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Marina Viegas Moura Rezende Ribeiro , Universidade Tiradentes

Doutora em ciências da saúde, Professora da Universidade Tiradentes, Maceió-Alagoas; Especialista em Oftalmologia.

Referências

Bonanomi MTBC, Oliveira AA, Suzuki H. Hemoglobinopatias. In: Abujamra S, Ávila M, Barsante CL. Retina e vítreo. São Paulo: Roca; 2000. p.592-601. doi: https//doi.org/10.1590/S0004-27492011000500005.

Herrick JB. Peculiar elongated and sickle-shaped red blood corpuscles in a case of severe anemia. Arch Intern Med (Chic). 1910;6(5):517-21. doi: https//doi.org/10.1001/archinte.1910.00050330050003

Costa PJMS, Vilela RQB, Cipolotti R, Figueiredo MS. Diversidade clínica e laboratorial no haplótipo bantu da anemia falciforme. Rev Bras Hematol Hemoter. 2006;29(1):40-4. doi: https//doi.org/10.1590/S1516-84842006000100010.

Castelo NM, Nascimento RE, Rodrigues ASN. Study on sickle cell disese haplotypes reveals the African origino of Amapá’s population. J Bras Patol Med Lab. 2014;50(2):131-4. doi: https//doi.org/10.5935/1676-2444.20140006.

Dias TL, Enumo SRF, França JA, Nascimento RCLCB. A saúde da criança com doença falciforme: desempenho escolar e cognitivo. Rev Educ Publ (Cuiabá). 2013;22(49/2):575-94.

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada. Manual de educação em saúde: auto-cuidado na doença falciforme. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2008.

Freitas LGA, Isaac DLC,Tannure WT, Lima EVS, Abud MB, Tavares RS, Freitas CA, Ávila MP. Alterações retinianas apresentadas em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme atendidos em um Serviço Universitário de Oftalmologia. Arq Bras Oftalmol. 2011;74(5):335-7 doi: https//doi.org/10.1590/S0004-27492011000500005.

Hahn EV, Gillespie EB. Sickle cell anemia. Report of a case greatly improved by splenectomy. Experimental study of sickle cell formation. Arch Intern Med. 1927;39:233-54.

Oliveira FVP, Aihara T, Cançado RD. Alterações fundoscópicas nas hemoglobinopatias SS e SC. Arq Bras Oftalmol. 1996;59(3):234-8.

Garcia CAA, Fernandes MZ, Uchôa UBC, Cavalcante BM, Uchôa RAC. Achados fundoscópicos em crianças portadoras de anemia falciforme no estado do Rio Grande do Norte. Arq Bras Oftalmol. 2002;65:615-8. doi: https//doi.org/10.5301/EJO.2010.5977

Goldberg MF. Classification and pathogenesis of proliferative sickle retinopathy. Am J Ophthalmol. 1971;71(3):649-65. doi: https//doi.org/10.1016/0002-9394(71)90429-6

Osafo-Kwaako A, Kimani K, Ilako D, Akafo S, Ekem I, Rodrigues O, et al. Ocular manifestations of sickle cell disease at the Korle-bu Hospital, Accra, Ghana. Eur J Ophthalmol. 2010. doi: https//doi.org/10.5301/ejo.2010.5977.

Akinsola FB, Kehinde MO. Ocular findings in sickle cell disease patients in Lagos. Niger Postgrad Med J. 2004;11(3):203-6. doi: https//doi.org/10.5935/0034-7280.20200025.

Moreira AS, Silva RAA. Anemia ferropriva em portadores de anemia falciforme: a importância de se avaliar o estado nutricional de ferro. Rev Cienc Med Biol (Salvador). 2014;13(2):236-41. Disponível em: https://www.nupad.medicina.ufmg.br/arquivos/acervo-cehmob/artigos/Anemia-ferropriva-em-portadores-de-anemia-falciforme-a-importancia-de-se-avaliar-o-estado-nutricional-de-ferro.pdf.

Ribeiro MVMR, et al. Sickle cell retinopathy: a literature review. Rev Assoc Med Bras. 2017;63(12):1100-103. doi: https//doi.org/10.1590/1806-9282.63.12.1100.

Publicado

2021-05-20

Como Citar

Jucá , J. V. de O., Alves, A. L. C. dos S., Cunha, C. E. X. da, Ferreira, C. V. O. ., Ramos, I. C. de O., & Ribeiro , M. V. M. R. (2021). Alterações retinianas em pacientes com doença falciforme: uma série de casos: uma série de casos. Revista De Medicina, 100(2), 193-196. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i2p193-196

Edição

Seção

Relato de Caso/Case Report