Tecido adiposo marrom em adultos como alvo de estudo no desenvolvimento de novas terapias para o manejo e tratamento da obesidade: uma revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i5p460-471

Palavras-chave:

Tecido adiposo marrom, Adipócitos, Termogênese, Obesidade

Resumo

Introdução: O tecido adiposo marrom foi inicialmente evidenciado em animais e posteriormente em humanos tendo sua função principal a termorregulação. A partir disso, pesquisam-se possibilidades desse tecido auxiliar no controle de massa corporal, a fim de alcançar novas perspectivas no tratamento da obesidade, uma pandemia da atualidade. Objetivo: Compreender o tecido adiposo marrom e abordar hipóteses que caracterizam a contribuição deste no tratamento da obesidade e de suas comorbidades. Materiais e Métodos: Realizou-se uma revisão integrativa na qual foram usados os descritores brown adipose tissue, obesity, thermogenesis, uncoupling protein 1, UCP nas bases de dados PubMed® e Google Acadêmico. Ao todo, 19 artigos e 4 livros referentes às ciências Histologia, Biologia Celular e Fisiologia embasam a revisão. Discussão: O tecido adiposo está presente por todo corpo humano e ocasiona efeitos significantes na fisiologia e patologia do organismo. Os adipócitos que o compõem apresentam diferenças histológicas, biocelulares e de distribuição e subdividem-se em uniloculares e multiloculares. As células multiloculares formam a gordura marrom que é capaz de regular o gasto energético por meio da termogênese adaptativa via proteína desacopladora (UCP). Com esses conhecimentos, buscam-se relações entre o tecido adiposo composto pelas células unicelulares, o qual é o responsável pelo desenvolvimento da obesidade, e o tecido adiposo marrom. Nesse âmbito, dentre as possibilidades de estudo há fatores que influenciam a expressão tecidual da proteína desacopladora e aumentam a termogênese química, há o controle do balanço energético e, ainda, a capacidade de adipócitos marrons de sequestrarem o succinato (flavoproteína que exerce controle agudo sobre a termogênese) da circulação. Conclusão: Foi possível compreender a multifuncionalidade e as características físicas e químicas do tecido adiposo marrom e reconheceu-se esse tecido como um dos potenciais alvos de estudo dada a singularidade epidemiológica da obesidade e seu histórico de tratamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Moreira Schnaider, Faculdades Pequeno Príncipe

Faculdades Pequeno Príncipe. 

Beatriz Essenfelder Borges, Faculdades Pequeno Príncipe

Faculdades Pequeno Príncipe. 

Referências

Jornal da EPTV destaca pesquisa do OCRC sobre tecido adiposo marrom. Obesity and Comorbidities Research Center [citado 20 jan. 2021]. Disponível em: https://www.ocrc.org.br/pesquisa-do-ocrc-e-destaque-do-jornal-da-eptv/.

Halpern B, Mancini MC, Halpern A. Tecido adiposo marrom: o que aprendemos desde sua recente identificação em humanos adultos. Arq Bras Endocrinol Metab. 2014;58(9):889-99. doi: 10.1590/0004-2730000003492.

Marzetti E, D’Angelo E, Savera G, Leeuwenburgh C, Calvani R. Integrated control of brown adipose tissue. Heart Metabol. 2016;69:9-14. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4980093/

Pessanha LB, Oliveira ARN, Guerra LFA, Martins DLN, Rondina RG, Mello MBN. PET/CT e gordura marrom na avaliação da resposta terapêutica no linfoma de Hodgkin. Radiol Bras. 2015;48(6):402-3. http://dx.doi.org/10.1590/0100-3984.2015.0029.

Cassolla P. Importância do tecido adiposo marrom na ativação da termogênese induzida pela injeção central do C75, um inibidor da ácido graxo sintase [doutorado]. Ribeirão Preto: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo; 2012. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17134/tde-24092012-155205/publico/Tese_Pri_definitivo.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: obesidade. Brasília; 2014 [citado 20 jan. 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_pessoa_doenca_cronica_cab35.pdf

Marlatt KL, Ravussin E. Brown adipose tissue: an update on recent findings. Curr Obes Rep. 2017;6(4):389-96. doi: 10.1007/s13679-017-0283-6

Brasil. Ministério da Saúde. Vigitel. Ministério da Saúde alerta para doenças desencadeadas pela obesidade. Brasília; 2020 [citado 20 jan. 2021]. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/03/ministerio-da-saude-alerta-para-doencas-desencadeadas-pela-obesidade

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008;17(4):758-64. https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018.

Alberts B, Bray D, Lewis J, Raff M, Roberts, K. Biologia molecular da célula. 6a. ed. Porto Alegre: Artes Médicas; 2017.

Cannon B, Nedergaard J. Brown adupose tissue: function and physiological significance. Am J Physiol. 2004;277-359. doi: 10.1152/physrev.00015.2003

Junqueira LCU, Carneiro J. Histologia básica. 12a. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2013.

Chouchani ET, Kazak L, Spiegelman BM. New Advances in adaptive thermogenesis: UCP1 and beyond. Cell Metab. 2018;29(1):27-37. doi: https://doi.org/10.1016/j.cmet.2018.11.002

Symonds ME, Farhat G, Aldiss P, Pope M, Budge H. Brown adipose tissue and glucose homeostasis - the link between climate change and the global rise in obesity and diabetes. Adipocyte. 2019;8(1):46-50. doi: 10.1080/21623945.2018.1551689

Wang GX, Zhao XY, Lin JD. The brown fat secretome: metabolic functions beyond thermogenesis. Trends Endocrinol Metab. 2015;26(5):231-7. doi: 10.1016/j.tem.2015.03.002

Gartner LP, Hiatt JL. Tratado de histologia em cores. 3a. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2007.

Ricquier D. UCP1, the mitochondrial uncoupling protein of brown adipocyte: a personal contribution and a historical perspective. Biochimie. 2017;134:3-8. doi: 10.1016/j.biochi.2016.10.018.

Murano I, Barbatelli G, Giordano A, Cinti S. Noradrenergic parenchymal nerve fiber branching after cold acclimatisation correlates with brown adipocyte density in mouse adipose organ. J Anat. 2008;214(1):171-8. https://doi.org/10.1111/j.1469-7580.2008.01001.x

Kozak UC, Kopecky J, Teisinger J, Enerbäck S, Boyer B, Kozak LP. An upstream enhancer regulating brown-fat-specific expression of the mitochondrial uncoupling protein gene. Mol Cell Biol. 1994;14(1):59-67. doi: https://doi.org/10.1128/mcb.14.1.59-67.1994

Hall JE, Guyton AC. Tratado de fisiologia medica. 12a. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2011.

Vieira BRD. O tecido adiposo marrom e o hipotálamo são regulados de forma independente em resposta ao frio em humanos obesos [doutorado]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas; 2015 [citado 20 jan. 2021]. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312819

Fonseca-Alaniz MH, Takada J, Alonso-Vale MIC, Lima FB. O tecido adiposo como centro regulador do metabolismo. Arq Bras Endocrinol Metab. 2006;50(2):216-29. https://doi.org/10.1590/S0004-27302006000200008

Neves NN. Indução do emagrecimento pela restrição calórica com dieta hiperlipídica e seus efeitos na inflamação do tecido adiposo de camundongos obesos [mestrado]. Diamantina: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; 2018. Disponível em: http://acervo.ufvjm.edu.br/jspui/handle/1/1919

Hildebrand S, Stumer J, Pfeifer A. PVAT and its relation to brown, beige, and white adipose tissue in development and function. Front Physiol. 2018;9:70. doi: https://doi.org/10.3389/fphys.2018.00070

Vicente A. Captação de gordura marrom em F18FDG PET/CT. Medicina Nuclear do Instituto Cimas de Ensino; 2012 [citado 20 jan. 2021]. Disponível em: https://docplayer.com.br/14311725-Captacao-de-gordura-marrom-em-f-18-fdg-pet-ct-uptake-brown-fat-tissue-in-f-18-fdg-pet-ct.html

Virtanen KA, Lidell ME, Orava J, Heglind M, Westergren R, Niemi T, et al. Functional brown adipose tissue in healthy adults. N Engl J Med. 2009;360(15):1518-25. doi: 10.1056/NEJMoa0808949

Cypess AM, Lehman S, Williams G, Tal I, Rodman D, Goldfine AB, et al. Identification and importance of brown adipose tissue in adult humans. New Engl J Med. 2009;360(15):1509-17. doi: 10.1056/NEJMoa0810780

Seale P, Kajimura S, Yang W, Chin LM, Rohas M, Uldry G, et al. Transcriptional control of brown fat determination by PRDM16. Cell Metab. 2007;6:38-54. Available from: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S155041310700157X

Amorim BJ. Guideline para PET/CT FDG-18F. Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear, abr; 2016. Disponível em: https://sbmn.org.br/wp-content/uploads/2016/04/Guideline-PET-CT-FDG-18F.pdf

Emmett M, Lim HW, Jager J, et al. Histone deacetylase 3 prepares brown adipose tissue for acute thermogenic challenge. Nature. 2017;546:544-48. doi: https://doi.org/10.1038/nature22819

Rachid B, Van De Sande-Lee S, Rodovalho S, Folli F, Beltramini GC, Morari J, et al. Distinct regulation of hypothalamic and brown/beige adipose tissue activities in human obesity. Int J Obes. 2015;39:1515-22. doi: 10.1038/ijo.2015.94

Juan RA, Tavira B, Douagi I, Kulyté A, Arner P, Rydén M, et al. Human-Specific Function of IL-10 in Adipose Tissue Linked to Insulin Tissue. J Clin Endocr Metab. 2019;104(10):4552-62. doi: https://doi.org/10.1210/jc.2019-00341

Crane JD, Palanivel R, Mottillo EP, Bujak AL, Wang H, Ford RJ, et al. Inhibiting peripheral serotonin synthesis reduces obesity and metabolic dysfunction by promoting brown adipose tissue thermogenesis. Nature Med. 2014;21(2):166-72. doi: https://doi.org/10.1038/nm.3766

Broetto FN, Brito MN. Tecido adiposo marrom e obesidade em humanos. Rev Saúde Pesq. 2012;5(1):121-35. Disponível em: https://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/saudpesq/article/view/2083

Mills EL, Pierce KA, Jedrychowski MP, Garrity R, Whinther S, Vidoni S, et al. Accumulation of succinate controls activation of adipose tissue thermogenesis. Nature. 2018;560:102. doi: https://doi.org/10.1038/s41586-018-0353-2

Publicado

2021-12-10

Como Citar

Schnaider, J. M., & Borges, B. E. (2021). Tecido adiposo marrom em adultos como alvo de estudo no desenvolvimento de novas terapias para o manejo e tratamento da obesidade: uma revisão integrativa. Revista De Medicina, 100(5), 460-471. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i5p460-471

Edição

Seção

Artigos de Revisão/Review Articles