Impacto da dor na qualidade de vida do paciente com dor crônica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v101i3e-192586

Palavras-chave:

Dor crônica, Impacto, Qualidade de vida

Resumo

Introdução: A dor crônica é uma experiência sensitiva e emocional desagradável, que persiste ou se repete por mais de 3 meses. Por ser uma condição multidimensional, que afeta aspectos biopsicossociais, impacta na qualidade de vida dos indivíduos que convivem com ela, assim o objetivo do estudo foi avaliar este impacto em pacientes de unidades básicas de saúde no noroeste paulista. Metodologia: Foi realizado um inquérito investigativo, em que os 379 voluntários, maiores de 18 anos, de ambos os sexos, com dor crônica, que responderam sobre a relação da qualidade de vida e dor crônica. Resultados: dos participantes 82 eram homens (22%) e 297 mulheres (78%), sendo a maioria maiores de 50 anos (58%), casados (54%), com escolaridade do ensino fundamental (48%) e ensino médio (41%). Constatou-se correlação positiva entre prejuízos na qualidade de vida e baixa escolaridade, sexo feminino e estado civil casados. Conclusões: A prevalência de dor crônica na população geral é maior em mulheres do que em homens, casados, maiores de 50 anos, com baixa escolaridade em consonância com a literatura. Estes resultados são importantes para o planejamento de políticas públicas e a capacitação dos profissionais, de modo a realizarmos uma abordagem multidimensional no acolhimento do paciente com dor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline dos Santos Kanematsu, Centro Universitário Salesiano Auxilium

Artigo desenvolvido em apresentação às disciplinas de Introdução e Metodologias; Pesquisa do Projeto Científico; Desenvolvimento de Projeto Científico e Artigo Clínico; do curso de graduação em Medicina do Centro Universitário Salesiano Auxilium, campus Araçatuba –SP.
O resumo do trabalho intitulado O impacto da dor na qualidade de vida do paciente com dor crônica, foi submetido na 3ª Conferência de Medicina do UniSALESIANO, Araçatuba-SP, set. 2020.
Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - Unisalesiano-Araçatuba

Beatriz Atanazio, Centro Universitário Salesiano Auxilium

Artigo desenvolvido em apresentação às disciplinas de Introdução e Metodologias; Pesquisa do Projeto Científico; Desenvolvimento de Projeto Científico e Artigo Clínico; do curso de graduação em Medicina do Centro Universitário Salesiano Auxilium, campus Araçatuba –SP.
O resumo do trabalho intitulado O impacto da dor na qualidade de vida do paciente com dor crônica, foi submetido na 3ª Conferência de Medicina do UniSALESIANO, Araçatuba-SP, set. 2020.
Centro Universitário Salesiano Auxilium, campus Araçatuba-SP

Beatriz Ferreira Cunha, Centro Universitário Salesiano Auxilium

Centro Universitário Salesiano Auxilium, campus Araçatuba-SP

Leticia Puerro Caetano, Centro Universitário Salesiano Auxilium

Centro Universitário Salesiano Auxilium, campus Araçatuba-SP

Diane Militão Yamamoto Arada, Centro Universitário Salesiano Auxilium

Professor Orientador. Docente no curso de Medicina no Centro Universitário Salesiano Auxilium, campus Araçatuba-SP

Referências

Vasconcelos FH, Araújo GC. Prevalência de dor crônica no Brasil: estudo descritivo. Braz J Pain. 2018;1(2):176-9. doi: https://doi.org/10.5935/2595-0118.20180034.

Carvalho RC, Maglioni CB, Machado GB, Araújo JE, Silva JRT, Silva ML. Prevalence and characteristics of chronic pain in Brazil: a national internet-based survey study. Braz J Pain. 2018;1(4):331-8. doi: https://doi.org/10.5935/2595-0118.20180063.

Souza JB, Grossmann E, Perissinotti DMN, Oliveira Junior JO, Fonseca PRB, Posso IP. Prevalence of chronic pain, treatments, perception, and interference on life activities: brazilian population-based survey. Pain Res Manag. 2017;2017. doi: https://doi.org/10.1155/2017/4643830.

Raja SN, Carr DB, Cohen M, Finnerupd NB, Flor H, Gibson S, et al. The revised International Association for the Study of Pain definition of pain: concepts, challenges, and compromises. Pain. 2020;161(9):1976-82. doi: https://doi.org/10.1097/j.pain.0000000000001939.

Treede R-D, Rief W, Barke A, Aziz Q, Bennett MI, Benoliel R, et al. Chronic pain as a symptom or a disease: The IASP Classification of Chronic Pain for the International Classification of Diseases (ICD-11). Pain. 2019;160(1):19-27. doi: https://doi.org/10.1097/j.pain.0000000000001384.

Izzo JM, Cunha AMR, Cesarino CB, Martins MRI. O impacto da dor crônica na qualidade de vida e na capacidade funcional de pacientes oncológicos e de seus cuidadores. Braz J Pain. 2019;2(4):336-41. doi: https://doi.org/10.5935/2595-0118.20190062.

Kuyken W. The World Health Organization quality of life assessment (WHOQOL): position paper from the World Health Organization. Soc Sci Med. 1995;41(10):1403-9. doi: https://doi.org/10.1016/0277-9536(95)00112-K.

Fonseca JC, Lopes MJ, Ramos AF. Pessoas com dor e necessidades de intervenção: revisão sistemática da literatura. Rev Bras Enferm. 2013;66(5):771-8. doi: https://doi.org/10.1590/s0034-71672013000500019.

Silva RLP. Abordagem ao paciente com dor crônica: Grupo Multiprofissional de Dor Crônica como Alternativa ao Tratamento Medicamentoso no Programa de Saúde da Família Abdalla Felício no Município de Ponte Nova - Minas Gerais. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais; 2018. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUOS-B74N74

The World Health Organization Quality Of Live Group (WHOQOL). WHOQOL-bref. p.5. Available from: https://www.who.int/tools/whoqol/whoqol-bref/docs/default-source/publishing-policies/whoqol-bref/portuguese-brazil-whoqol-bref.

Sá K, Baptista AF, Matos MA, Lessa I. Prevalência de dor crônica e fatores associados na população de Salvador, Bahia. Rev Saude Publica. 2009;43(4):622-30. doi: https://doi.org/10.1590/S0034-89102009005000032.

Smith BH, Elliott AM, Chambers AW, Smith WC, Hannaford PC, Penny K. The impact of chronic pain in the community. Fam Pract. 2001;18(3):292-9. doi: https://doi.org/10.1093/fampra/18.3.292.

Rodrigues AC, Cunha AMR, Forni JEN, Dias LAC, Condi PR, Martins MRI. Fatores que influenciam a qualidade de vida em dor neuropática, musculoesquelética e oncológica. Brazilian J Pain. 2021;4(1):31-6. doi: https://doi.org/10.5935/2595-0118.20210011.

Agostinho NB, Fayão JG, Martins J, Oliveira AS. O escore SPADI, idade, nível de escolaridade e gênero são preditivos de autoeficácia em pacientes com dor no ombro? Fisioter Pesqui. 2020;27(4):423-8. doi: https://doi.org/10.1590/1809-2950/20018327042020.

Castro S, Cavalcanti IL, Barrucand L, Pinto CI, Assad AR, Verçosa N. Implementing a chronic pain ambulatory care: preliminary results. Braz J Anesthesiol. 2019;69(3):227-32. doi: https://doi.org/10.1016/j.bjane.2019.01.003.

Olivência SA, Barbosa LGM, Cunha MR, Silva LJ. Tratamento farmacológico da dor crônica não oncológica em idosos: Revisão integrativa. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2018;21(3):372-81. doi: https://doi.org/10.1590/1981-22562018021.170179.

Queiroz LP, Barea LM, Blank N. An epidemiological study of headache in Florianopolis, Brazil. Cephalalgia. 2006;26(2):122-7. doi: https://doi.org/10.1111/j.1468-2982.2005.00998.x.

Santos FAA, Souza JB, Antes DL, D’orsi E. Prevalência de dor crônica e sua associação com a situação sociodemográfica e atividade física no lazer em idosos de Florianópolis, Santa Catarina: estudo de base populacional. Rev Bras Epidemiol. 2015;18(1):234-47. doi: https://doi.org/10.1590/1980-5497201500010018.

Cunha LL, Mayrink WC. Influência da dor crônica na qualidade de vida em idosos. Rev Dor. 2020;12(2):171-85. doi: https://doi.org/10.1590/S1806-00132011000200008.

Marty M, Rozenberg S, Duplan B, Thomas P, Duquesnoy B, Allaert F. Quality of sleep in patients with chronic low back pain: A case-control study. Eur Spine J. 2008;17(6):839-44. doi: https://doi.org/10.1007/s00586-008-0660-7.

Maia GP. A relação entre dor crônica e alterações da qualidade do sono: revisão sistemática [TCC]. Salvador: Universidade Federal da Bahia (UFBA), Faculdade de Medicina; 2014. https://repositorio.ufba.br/handle/ri/17615

Leme L. Qualidade de sono em indivíduos com dor crônica [dissertação]. Guarulhos: Universidade de Garulhos, Centro de Pós-Graduação e Pesquisa; 2014. Disponível em: http://tede.ung.br/bitstream/123456789/574/1/Liana+Richelma.pdf.

Moro FF, Alexandrino NCLF, Araújo GJS. Qualidade do sono em pacientes fibromiálgicos. Rev Bras Promoc Saúde. 2014;27(1):72-6. https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/3162.

Moura CDC, Chaves EDCL, Souza VHS, Iunes DH, Ribeiro CRG, Paraizo CMS, et al. Impactos da dor crônica na vida das pessoas e a assistência de enfermagem no processo. Av Enferm. 2017;35(1):53-62. https://doi.org/10.15446/av.enferm.v35n1.61006.

Mota PH dos S, Lima TA de, Berach FR, Schmitt ACB. Impacto da dor musculoesquelética na incapacidade funcional. Fisioter Pesqui. 2020;27(1):85-92. https://doi.org/10.1590/1809-2950/19006327012020.

Garcia BT, Vieira EBM, Garcia JBS. Relação entre dor crônica e atividade laboral em pacientes portadores de síndromes dolorosas. Rev Dor. 2013;14(3):204-9. https://doi.org/10.1590/s1806-00132013000300011.

Cherpak GL, Santos FC. Assessment of physicians’ addressing sexuality in elderly patients with chronic pain. Einstein (Sao Paulo). 2016;14(2):178-84. https://doi.org/10.1590/S1679-45082016AO3556.

Santos AM, Santos FC, Cendoroglo MS. Sexualidade e dor crônica em idosas longevas: descrição de fatores interferenciais. Rev Dor. 2015;16(1):48-52. https://doi.org/10.5935/1806-0013.20150010.

Melo FABP, Veloso JAP, Silva EA, Silva EP, Sousa MM. Relação entre qualidade de vida e sexualidade em mulheres fibromiálgicas. Rev Enferm UFPE. 2014;8:3587-93. https://doi.org/10.5205/1981-8963-v8i10a10097p3587-3593-2014.

Gonçalves MCS. Avaliação das fases do estresse e qualidade do sono em indivíduos com dor crônica [dissertação]. Salvador: Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; 2019. Disponível em: http://www.repositorio.bahiana.edu.br/jspui/handle/bahiana/2925

Bahouq H, Fadoua A, Hanan R, Ihsane H, Hajjaj-Hassouni N. Profile of sexuality in Moroccan chronic low back pain patients. BMC Musculoskelet Disord. 2013;14:63. https://doi.org/10.1186/1471-2474-14-63.

Pinheiro RC, Uchida RR, Mathias LAST, Perez MV, Cordeiro Q. Prevalência de sintomas de pressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica. J Bras Psiquiatr. 2014;63(3):213-9. https://doi.org/10.1590/0047-2085000000028.

Santos KAS, Cendoroglo MS, Santos SF. Transtorno de ansiedade em idosos com dor crônica: frequência e associações. Rev Bras Gerontol (Rio Janeiro). 2017;20(1):95-102. https://doi.org/10.1590/1981-22562017020.160033.

Romão APMS. Impacto da ansiedade e depressão na qualidade de vida de mulheres com dor pélvica crônica [Tese]. Ribeirão Preto: Universdade de São Paulo, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto; 2008. https://doi.org/10.11606/D.17.2008.tde-06102008-143135.

Graminha CV, Pinto JM, Oliveira PAM, Carvalho EEV. Relações entre sintomas depressivos, dor e impacto da fibromialgia na qualidade de vida em mulheres. Rev Família Ciclos Vida Saúde Context Soc. 2020;8(2):267. doi: https://doi.org/10.18554/refacs.v8i2.4332.

Correia LL, Linhares MBM. Enxaqueca e estresse em mulheres no contexto da atenção primária. Psicol Teor Pesqui. 2014;30(2):145-52. https://doi.org/10.1590/S0102-37722014000200003.

Publicado

2022-05-03

Como Citar

Kanematsu, J. dos S., Atanazio, B., Cunha, B. F., Caetano, L. P. ., & Arada, D. M. Y. . (2022). Impacto da dor na qualidade de vida do paciente com dor crônica. Revista De Medicina, 101(3), e-192586. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v101i3e-192586

Edição

Seção

Artigos Originais/Originals Articles