Prevalência de dor músculo esquelética e percepção de hábitos posturais entre estudantes do ensino fundamental

Autores

  • Marilia Christina Tenório Rebolho Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Lys Esther Rocha Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho
  • Liliane Reis Teixeira Fundação Oswaldo Cruz
  • Raquel Aparecida Casarotto Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina. Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v90i2p68-77

Palavras-chave:

Prevalência, Dores nas costas/prevenção & controle, Músculo esquelético/patologia, Estudantes, Postura, Ensino fundamental e médio

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi identificar a prevalência de dores nas costas pregressa associada a situações de vida diária e prevalência de dor músculo esquelética atual por local do corpo e percepção dos hábitos posturais entre estudantes. Foram estudados 120 escolares, de 7 a 11 anos, sendo 58 do sexo masculino e 59 do sexo feminino de uma Escola Fundamental da Cidade de São Paulo. Foi aplicado um questionário em sala de aula sob a supervisão de uma fisioterapeuta. Resultados: a prevalência de dores nas costas pregressa foi de 61% aumentando com a idade e associada a situações de vida diária principalmente no transporte de mochila escolar. A prevalência de dor músculo esquelética atual foi: costas (34%), nuca (30%) e pés (29%), predominando no sexo masculino. Quanto a percepção dos hábitos posturais, o índice de respostas corretas dos alunos foi superior para o jeito de sentar comparado ao jeito de abaixar, transportar a mochila escolar e posição dos pés. Concluindo: a presença de dor músculo esquelética entre escolares foi alta, sugerindo a necessidade da elaboração de um programa de educação postural

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilia Christina Tenório Rebolho, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina

Fisioterapeuta Ms

Lys Esther Rocha, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho

Participação na confecção e análise do artigo Profª Dra. do Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Liliane Reis Teixeira, Fundação Oswaldo Cruz

Participação na análise dos dados estatísticos doutora pesquisadora em Saúde Pública, FIOCRUZ, Rio de Janeiro, RJ

Raquel Aparecida Casarotto, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina. Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Orientadora, Profª Dra. do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2011-06-17

Como Citar

Rebolho, M. C. T., Rocha, L. E., Teixeira, L. R., & Casarotto, R. A. (2011). Prevalência de dor músculo esquelética e percepção de hábitos posturais entre estudantes do ensino fundamental. Revista De Medicina, 90(2), 68-77. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v90i2p68-77

Edição

Seção

Artigos