[1]
G. B. Polho e G. R. Gameiro, “Editorial”, Rev. Med. (São Paulo), vol. 94, nº 3, p. i-i, dez. 2015.