[1]
A. C. M. Chaves, “Uso de substâncias psicoativas em serviço de urgência em psiquiatria da infância e adolescência de Belo Horizonte”, Rev. Med. (São Paulo), vol. 99, nº 4, p. 342-349, ago. 2020.