Fome e redes comerciais na Bacia Parisiense (séculos VIII - XI)

Autores

  • Gabriel Rodrigues Sanches Cordeiro Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2596-3147.v2i1p200-221

Palavras-chave:

Fome, Arqueologia Medieval, Abastecimento

Resumo

A Alta Idade Média foi entendida pelos historiadores, até meados do século XX, como um longo período de crise e de declínio, não apenas devido aos múltiplos períodos de fome, mas também por questões econômicas e políticas. O século IX, em especial, traz um número alarmante de relatos escritos relacionados a crises alimentares durante toda sua extensão. Essa interpretação pessimista do período como um momento de decadência acentuada tem sido contestada nas últimas décadas, em grande medida, com a contribuição da Arqueologia. Com um panorama menos negativo com relação à economia medieval, também vieram questionamentos acerca da “veracidade” das crises alimentares, ou pelo menos de seus aspectos mais sombrios, como o canibalismo de sobrevivência, sua larga extensão e a altíssima mortalidade. Este artigo tem como objetivo realizar uma análise da situação alimentar na Bacia Parisiense entre os séculos VIII e XI, tendo como ponto de partida os vestígios encontrados em um sítio localizado a 20 quilômetros de Paris, La Confiserie. E, partindo dele, realizar comparações com outras duas ocupações contemporâneas que se desenvolveram na mesma região: Les Ruelles, na atual cidade de Serris, e La Chapelle/La Croix Verte, em Mesnil-Aubry.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Rodrigues Sanches Cordeiro, Universidade de São Paulo

Bacharel em História e mestrando em História Social pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Membro do Laboratório de Estudos Medievais (LEME-USP) desde 2016.

Downloads

Publicado

2020-09-20

Como Citar

Cordeiro, G. R. S. (2020). Fome e redes comerciais na Bacia Parisiense (séculos VIII - XI). Revista Ingesta, 2(1), 200-221. https://doi.org/10.11606/issn.2596-3147.v2i1p200-221

Edição

Seção

Dossiê II Simpósio Internacional de Pesquisa em Alimentação