PANORAMA ATUAL DA COBERTURA ARBÓREA DA CIDADE DE SÃO PAULO

  • Marcela Minatel Locatelli Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
  • Bruna Lara Arantes Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
  • Demóstenes Ferreira da Silva Filho Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
  • Jefferson Lordello Polizel Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
  • Maria de Assunção Ribeiro Franco Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo http://orcid.org/0000-0001-9679-8552
Palavras-chave: Índice de vegetação, TVI, Uso e ocupação do solo, sistema de informação geográfica, floresta urbana

Resumo

Nas cidades, cada vez mais, espaços vegetados são substituídos por asfalto e construções, principalmente nas regiões centrais, acarretando diversos problemas na estrutura da cidade e na preservação da biodiversidade urbana. O presente estudo teve como objetivo quantificar a cobertura arbórea da cidade de São Paulo/SP, discutindo suas implicações na paisagem urbana. Foi quantificado a cobertura arbórea de um trecho amostral da cidade de São Paulo/SP, através de imagens de Satélite Wordview 2 e software QuantumGIS, gerando o Índice de Vegetação (TVI) por distrito. A partir do TVI foram obtidas a área e a porcentagem de vegetação de cada distrito no software Fragstats. Os mais arborizados são: Cachoeirinha, Tremembé, Mandaqui, Vila Andrade, e Morumbi; e os menos são: Limão, Santa Cecília, Cambuci, Sé e Brás. Somente dois distritos apresentam uma porcentagem de vegetação ideal prevista pela literatura. A cobertura arbórea parece estar associada ao nível de renda da região, sendo que os bairros nobres apresentam, em geral, maior porcentagem vegetação. Foi apresentado um cenário ambiental para a área de estudo, visando o aumento da porcentagem de cobertura arbórea e a conexão dos espaços vegetados existentes. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcela Minatel Locatelli, Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Engenheira Florestal, Mestranda em Recursos Florestais na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo, Piracicaba, SP
Bruna Lara Arantes, Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Bióloga, mestre em Ciências - Recursos Florestais na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo, Piracicaba, SP
Demóstenes Ferreira da Silva Filho, Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Engenheiro Agrônomo, Professor Doutor em Ciências Florestais na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo, Piracicaba, SP
Jefferson Lordello Polizel, Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Doutor em Geografia Física pela Universidade de São Paulo, Técnico em Informática do Laboratório de Métodos Quantitativos, ESALQ/USP
Maria de Assunção Ribeiro Franco, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Arquiteta, Professora Titular na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP

Referências

ATLAS BRASIL. Ranking São Paulo 2010. Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/pt/ranking. Acesso em 21/05/17.

BARÓ, F. et al. Contribution of ecosystem services to air quality and climate change mitigation policies: The case of urban forests in Barcelona, Spain. Ambio, v. 43, n. 4, p. 466–479, 2014.

BEYER, K. M. M.; KALTENBACH, S.; BOGAR, S.; NIETO, F.; MALECKI, K.KM. Exposure to neighborhood green space and mental health: Evidence from the survey of the health of Wisconsin. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 11, n. 3, p. 3453–3472, 2014.

COSTA, J. A. Uso de imagens de alta resolução para definição de corredores verdes na cidade de São Paulo. 2010. 114p. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2010.

DIGITALGLOBE FUNDATION. Disponível em: http://www.digitalglobefoundation.org/. Acesso em 17 nov. 2016.

FRANCO. Infraestrutura verde para a resiliência urbana às mudanças climáticas da cidade de São Paulo. Relatório Científico de Progresso (R-1 FAPESP/ANUAL). Processo 15/10597-0. Faculdade de Arquitetura Urbanismo e Design da Universidade de São Paulo, 2016.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2010. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=355030. Acesso em: 20. mar. 2017.

KÖPPEN, W. Climatologia: con un estudio de los climas de la tierra. Fondo de Cultura Econômica. México. 1948. 479p.

LEFF, M. The Sustainable Urban Forest: A Step-by-Step Approach. Davey Institute / USDA Forest Service. 2016. 102p.

LI, H.; CHEN, W.; HE, W. Planning of green space ecological network in urban areas: an example of Nanchang, China. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 12, n. 10, p. 12889–12904, out. 2015.

MAHER, B. A. et al. Impact of roadside tree lines on indoor concentrations of traffic-derived particulate matter. Environmental Science and Technology, v. 47, n. 23, p. 13737–13744, 2013.

MCPHERSON, E. Gregory. Accounting for benefits and costs of urban greenspace. Landscape and Urban Planning, v. 22, n. 1, p. 41-51, 1992.

NOBRE C.A.; YOUNG, A.F.; SALDIVA, P.; MARENGO, J.A.; NOBRE, A.D.; ALVES JR., S.; SILVA, G.M.C.; LOMBARDO, M. Vulnerabilidade das Megacidades Brasileiras às Mudanças Climáticas: Região Metropolitana de São Paulo, Relatório Final. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais-INPE, Sumário executivo, p.32, 2010.

NOWAK, D. J.; HIRABAYASHI, S.; GREENFIELD, E. Tree and forest effects on air quality and human health in the United States. Environmental Pollution, v. 193, p. 119–129, 2014.

O ESTADO DE S. PAULO. Vila Andrade, o ‘novo Morumbi’, é o bairro que mais cresce, 2014. Acesso em: 17 jun. 17. Disponível em: http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,vila-andrade-o-novo-morumbi-e-o-bairro-que-mais-cresce,1607979

Publicado
2018-04-10
Como Citar
Locatelli, M., Arantes, B., Silva Filho, D., Polizel, J., & Franco, M. (2018). PANORAMA ATUAL DA COBERTURA ARBÓREA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Revista LABVERDE, 9(1), 29-48. https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v9i1p29-48