Oikos: Reintegrando natureza e civilização

Autores

  • José Otávio Lotufo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v0i2p108-127

Palavras-chave:

planejamento ambiental, desenvolvimento sustentável, ecologia urbana, ecossistemas, arquitetura, urbanismo

Resumo

Incorporar os princípios ecológicos ao conjunto das atividades humanas requer mudanças no modelo econômico, ainda baseado em paradigmas ultrapassados, requer mudanças no modo de produção que hoje consome recursos e polui demasiadamente, e também requer uma transformação profunda na cultura de valores que persiste em um modelo consumista inconsequente. O processo de formação e transformação da cidade está fortemente condicionado por estes fatores. A precariedade da cidade e seu impacto no meio ambiente revelam o distanciamento histórico entre a lógica mercadológica e mecanicista e as leis naturais que regem o funcionamento dos ecossistemas. É urgente uma reintegração harmônica entre as atividades humanas e os processos que regem o funcionamento dos ecossistemas. Esta reintegração deve buscar expressão no desenho de nossas cidades e edifícios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Otávio Lotufo

Arquiteto e urbanista pela Faculdade de Belas Artes da São Paulo (1996), mestre na área de Projeto Arquitetônico pela FAU-USP (2011).

Downloads

Publicado

2011-06-20

Como Citar

Lotufo, J. O. (2011). Oikos: Reintegrando natureza e civilização. Revista LABVERDE, (2), 108-127. https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v0i2p108-127

Edição

Seção

Artigos