Hipóteses de infraestrutura verde para criação do parque linear Brás-Lapa

Autores

  • Giorgia Yoshiko Rossignolo Suzumura

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v0i5p52-74

Palavras-chave:

Parque Linear Brás-Lapa, parque linear sustentável, mobilidade urbana, mobilidade urbana sustentável, infraestrutura verde

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar a ligação férrea feita atualmente entre as áreas do Parque da Luz e Parque da Água Branca, e discutir a proposta de intervenção nesta, próxima ao Parque da Água Branca, a qual, como consta no Plano Diretor de São Paulo, visa um melhoramento viário, propondo enterrar toda a linha férrea e construir sobre esta uma avenida para os automóveis, com canteiros centrais e laterais sendo considerados “parques lineares”, com ciclovias. O objetivo principal deste artigo é analisar e esclarecer os conceitos de projeto de parque linear, visando o desenho ambiental, o projeto de parque sustentável e a mobilidade urbana sustentável, além de identificar os problemas encontrados atualmente no local, em visita executada pelos alunos da disciplina de Projeto Sustentável do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em agosto de 2012. O artigo visa direcionar hipóteses de infraestrutura verde para criação do parque linear Brás-Lapa, desconsiderando as diretrizes que não condizem com os conceitos abordados no âmbito de projeto sustentável, principalmente aquelas levantadas em pesquisa, pelo que relata a Operação Urbana da Água Branca e Lapa – Brás. O enfoque é recuperar o local, propondo mudanças no projeto de intervenção. Pretende- se propor hipóteses possíveis, como metodologias para dirimir diretrizes de implantação de um parque linear na área do trilho do trem, tendo em vista os conceitos abordados em aula, sendo estes o de projeto, com ênfase no desenho ambiental, de parque linear com mobilidade urbana sustentável, entre o Brás e a Lapa, interferindo na linha férrea, e considerando que a melhor proposta estabelece que o trilho deverá ser modificado, ora estando subterrâneo, ora estando em nível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giorgia Yoshiko Rossignolo Suzumura

Arquiteta e urbanista pela FAU-USJT; Licenciatura pela Fatec-SP; Professora de Edificações do IFSP – campus Itapetininga.

Downloads

Publicado

2012-12-20

Como Citar

Suzumura, G. Y. R. (2012). Hipóteses de infraestrutura verde para criação do parque linear Brás-Lapa. Revista LABVERDE, (5), 52-74. https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v0i5p52-74