DE PAVIMENTO A PARQUE: UMA PROPOSTA DE CORREDORES VERDES PARA SANTOS – SP

Palavras-chave: corredor verde, desenho ambiental, desenvolvimento sustentável, parques, áreas verdes, caminhabilidade, qualidade ambiental

Resumo

Este artigo tem como escopo principal abrir a discussão sobre o desenvolvimento sustentável no município de Santos-SP através da proposta de implantação de um sistema de corredores verdes às margens dos canais de drenagem da cidade, locais que atualmente encontram-se ocupados por estacionamentos de veículos particulares. Especificamente, neste primeiro momento, serão estudadas ações pontuais com o intuito de diagnosticar a validade da propositura. Para este estudo serão consideradas a história dos canais e sua relevância para cidade quanto às questões sanitárias e da paisagem urbana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Freitas, Prefeitura Municipal de Santos

Arquiteta e Urbanista formada pela EESC/USP em 2003;
Especialista em arquitetura pela UEL - Universidade estadual de Londrina em 2006;
Arquiteta e Urbanista de carreira da Prefeitura Municipal de Santos desde 2010;
Arquiteta e Urbanista da Secretaria de Desenvolvimento Urbano - PMS - desde 2013.

Referências

ANDRADE, C. R. M. de. O plano de Saturnino de Brito para Santos e a construção da cidade moderna no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 4o, 1991, Salvador. Anais. Recife: Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, 1991. p. 565-574.

BERNARDINI, S. P. Epidemia e saneamento. O engenheiro Estevan A. Fuertes e seu plano sanitarista para a cidade de Santos (1892-1895). Arquitextos, São Paulo, ano 12, n. 144.05, Vitruvius, maio 2012. Disponível em: <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/12.144/4345>. Acesso em: 15 Setembro 2014.

CORMIER, N. S.; PELLEGRINO, P. R. M. Infraestrutura Verde: uma estratégia paisagística para a água urbana. Paisagem e Ambiente: ensaios. São Paulo: FAUUSP, n. 25, p.125-142, 2008.

FERREIRA, J. C.; MACHADO, J. R. Infraestruturas verdes para um futuro urbano sustentável. O contributo da estrutura ecológica e dos corredores verdes. In: Revista LABVerde, São Paulo: FAUUSP, n. 1, p. 68-90, 2010.

FRANCO, M. A. R. Desenho Ambiental: Introdução à Arquitetura da Paisagem com o Paradigma Ecológico. São Paulo: Annablume, 1997.

FRANCO, M. A. R. Infraestrutura verde em São Paulo - o caso do corredor verde Ibirapuera-Villa Lobos. In: Revista LABVerde, São Paulo: FAUUSP, n. 7, p. 103-119, 2013.

LERNER, J. O canto da cidade de Jaime Lerner. TED Conference 2007. Disponível em: <http://www.ted.com/talks/jaime_lerner_sings_of_the_city?language=pt-br#t-6597> acessado em 18.10.2014

LOTUFO, J. O. Oikos: reintegrando natureza e civilização. In: Revista LABVerde, São Paulo: FAUUSP, n. 2, p. 107-127, 2011.

MINKS, V. A rede de Design Verde Urbano: uma alternativa sustentável para megacidades? In: Revista LABVerde, São Paulo: FAUUSP, n. 7, p. 120-141, 2013.

NASCIMENTO, N. O. et al. Águas urbanas e urbanismo na passagem do século XIX ao XX: o trabalho de Saturnino de Brito. Revista UFMG, Belo Horizonte, v. 20, n.1, p.102-133, jan./jun. 2013.

RAMOS, D. P. Canais de Santos: Trajetória do tombamento de uma identidade urbana. 2004. 217p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Urbana). Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos. 2004.

Publicado
2015-01-28
Como Citar
Freitas, J. (2015). DE PAVIMENTO A PARQUE: UMA PROPOSTA DE CORREDORES VERDES PARA SANTOS – SP. Revista LABVERDE, (9), 53-72. https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v0i9p53-72
Seção
Artigos