A retórica da pronunciação na performance instrumental: modelos suplementares para a articulação musical

Autores

  • William Teixeira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v21i1.188843

Palavras-chave:

Performance musical, Música contemporânea, Fraseologia musical, Agrupamentos musicais, Fluxo de energia

Resumo

Este artigo discute sobre modelos de agrupamento melódico, compreendendo a implicação de cada um deles para a performance musical e partindo da própria performance como uma produtora de questões e conclusões para essa reflexão. Isso porque a necessidade de se conectar sons no discurso musical e, portanto, de separá-los, é uma inevitável consequência, por um lado, da limitação dos meios instrumentais e vocais e, por outro, da própria disposição da música no tempo. Para tanto, serão analisadas peças curtas dos compositores György Kurtág (Az hit..., 1963/2007), B. A. Zimmermann (4 Pequenos estudos, 1970) e Silvio Ferraz (Partita-passagem, 2019), de maneira a apresentar uma visão ampla e, ainda assim, objetiva de novas demandas de agrupamento temporal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

William Teixeira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

William Teixeira é Bacharel em Música com habilitação em Violoncelo pela UNESP, Especialista em Teologia Bíblica pelo Centro Presbiteriano de Pós-Graduação "Andrew Jumper", Mestre em música pela UNICAMP e Doutor em música pela USP. Seu trabalho tem sido exposto em eventos nas áreas de música, teologia e análise do discurso em diversos estados do Brasil, além de Portugal, Reino Unido e Estados Unidos. Ao violoncelo, tem atuado como solista frente a grupos como Orquestra Sinfônica da UNICAMP, Orquestra Sinfônica de Rio Claro, Orquestra de Câmara da USP, USP-Filarmônica, entre outras orquestras e grupos de câmara. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS e Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem da mesma universidade.

Referências

ALBERA, Philippe. György Kurtág: Entretiens, textes, ecrits sur son oeuvre. Genebra: Contrechamps, 1990.

BARROS, Caio G. Teorias do agrupamento sonoro: propriedades e condições de existência de elementos sonoros temporalmente discrimináveis e o essencialismo na construção de conceitos da teoria musical. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista, 2013.

BONDS, Marc Ellis. Wordless Rhetoric. Cambridge: Harvard University Press, 1991.

DRABKIN, William; PFINGSTEN, Ingeborg. Satz. In: GROVE MUSIC ONLINE, 2001. Disponível em: https://doi.org/10.1093/gmo/9781561592630.article.24628. Acesso em: 26 abr. 2021.

FERRAZ, Silvio. Kairos: ponto de ruptura. Ouvirouver, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, v. 11, n. 1, p. 34-52, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.14393/OUV16-v11n1a2015-2. Acesso em: 26 abr. 2021.

FERRAZ, Silvio. Beckett e música: a composição do tempo. EUTOMIA, v. 20, p. 1-20, 2017.

FERRAZ, Silvio. Partita-passagem. São Paulo: [s.n.], 2019. 1 partitura manuscrita.

FERRAZ, Sílvio; TEIXEIRA, William. Partita 3, para violoncelo solo: preparação de performance depois das notas sobre o fluxo de energia. Art Research Journal, v. 6, n. 2, p. 1-28, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.36025/arj.v6i2.17690. Acesso em: 26 abr. 2021.

KELLER, Herman. Phrasing and Articulation: A Contribution to a Rhetoric of Music. Tradução de Leigh Gerdine. New York: W. W. Norton & Company, 1973.

KOCH, Heinrich Christoph. Versuch einer Anleitung zur Composition, 3 Bände. Rudolstadt und Leipzig, 1782.

KURTÁG, György. Játekok. v. 1. Milão: Ricordi, 1991.

KURTÁG, György. Az hit... Editio Musica Budapest, 2007.

KURTÁG, György. Hommage à John Cage. Editio Musica Budapest, 1991.

LERDAHL, Fred; JACKENDOFF, Ray. A Generative Theory of Tonal Music. Cambridge: MIT Press, 1983.

LJUNGAR-CHAPELON, Anders (Ed.). Atys: Six sonates en duo oeuvre IV, 1760: clef facile et méthodique oeuvre V, 1763 . (Flöjtisten vademecum = The flautists vademecum). Malmö: Lund University, Malmö Academy of Music, 2015.

MARTINS, Nilce S. Semântica e estilística: dimensões atuais do significado e do estilo. São Paulo: Pontes, 2014.

MENEZES, Flo. Berio e a Palavra. In: MENEZES, Flo (Org.). Berio: legado e atualidade. São Paulo: Editora UNESP, 2015.

PALM, Siegfried. Pro Musica Nova: Studien zum spielen neuer Musik für Violoncello. Wiesbaden: Breitkopf & Härtel, 1985.

RIEMANN, Hugo. Fraseo Musical. Barcelona: Editorial Labor, 1928.

SCHOENBERG, Arnold. Fundamentos da composição musical. 2. ed. São Paulo: Edusp, 1993.

SCLIAR, Esther. Fraseologia musical. Porto Alegre: Movimento, 1982.

SILVA, Rafael A. A obra coral de Gilberto Mendes e a poesia concreta do grupo Noigandres: uma análise multimidática. Dissertação (Mestrado), Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

SZENDY, Peter. Musique et texte dans l'oeuvre de György Kurtág, In: ALBERA, Philippe (Ed.). György Kurtág. Genebra: Contrechamps, 1990. p. 266-284.

SZENDY, Peter. Of Stigmatology: pontuaction as experience. Tradução de Jan Plug. New York: Fordham University Press, 2018.

TEIXEIRA, William; FERRAZ, Sílvio. Uma nova retórica para uma nova música. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE TEORIA E ANÁLISE MUSICAL, 3., 2013, São Paulo. Anais... São Paulo, Universidade de São Paulo, 2013, p. 346-351. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/etam/iiiencontro/files/comm_Silva_Ferraz_p346-351.pdf. Acesso em: 26 abr. 2021.

TEIXEIRA, William; FERRAZ, Sílvio. B.A. Zimmermann’s Solo Cello Sonata, page 1, system 6: A Thick Description. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE TEORIA E ANÁLISE MUSICAL, 4., 2017, São Paulo. Anais... São Paulo, Universidade de São Paulo, 2017, p. 431-442. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/etam/ivencontro/EITAM4.pdf. Acesso em: 26 abr. 2021.

TEIXEIRA, William; NOGUEIRA, Marcos Pupo. A articulação musical no contexto da metamorfose da palavra cantada e sua influência na formação de agrupamentos fraseológicos a música instrumental. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE TEORIA E ANÁLISE MUSICAL, 2., 2011, São Paulo. Anais... São Paulo, Universidade Estadual Paulista, 2011. v. 1, p. 166-176.

¬¬ TEIXEIRA, William; NOGUEIRA, Marcos Pupo. Frases, linhas, partes... fluxo de energia e a conexão melódica na performance musical. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE TEORIA E ANÁLISE MUSICAL, 5., 2019, Campinas. Anais... Campinas, Universidade Estadual de Campinas, 2019. p. 319-332. Disponível em: https://eitam5.nics.unicamp.br/wp-content/uploads/2020/12/EITAM5-paper_23_TeixeiraW-pp_319-332.pdf. Acesso em: 26 abr. 2021.

TORRANCE, Alan. Analogy. In: VANHOOZER, Kevin (Org.). Dictionary for Theological Interpretation of the Bible. Grand Rapids: Baker, 2005.

WILSON, Rachel Beckles. To Say and/or to Be? Incongruence in Kurtág's “The Sayings of Peter Bornemisza”, Op. 7. Music Analysis, v. 22, n. 3, p. 315-338, 2003.

ZIMMERMANN, Bernd Alois. Écrits. Editados por Philippe Albèra. Tradução de Marc-Ariel Friedemann. Genebra: Editions Contrechamps, 2010.

Downloads

Publicado

2021-07-27

Como Citar

Teixeira, W. (2021). A retórica da pronunciação na performance instrumental: modelos suplementares para a articulação musical. Revista Música, 21(1), 305-324. https://doi.org/10.11606/rm.v21i1.188843