As ocupações ceramistas no vale do rio Peruaçu

Autores

  • André Prous Universidade Federal de Minas Gerais.
  • Marcos Eugênio Brito Universidade Federal de Minas Gerais.
  • Márcio Alonso Lima Universidade Federal de Minas Gerais.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.1994.109195

Palavras-chave:

Arqueologia em Minas Gerais - Tecnologia pré-histórica - Micro-vestígios de utilização - Horticultores.

Resumo

Este trabalho apresenta o instrumental das populações pré- históricas recentes que ocuparam os abrigos do Vale do Peruaçu (Alto Médio São Francisco, MG). A ocupação pré-histórica tardia dos abrigos deixou registros muito variados: estruturas de habitação, sepultamentos, depósitos alimentares. Neste trabalho, descrevemos os artefatos de fibra vegetal, madeira, cera, osso, concha e cerâmica, além da indústria lítica. A análise tecnotipológica desta evidencia a existência de pelo menos dois conjuntos de indústria lítica nos abrigos. Um deles, caracterizado por suportes pequenos, raspadores côncavos e artefatos atípicos, é associado à cerâmica Una com a qual co-existe nas camadas superiores dos abrigos escavados. O outro conjunto, encontrado na superfície dos abrigos, caracterizado por grandes pré-formas lascadas de sílex para machado, lascas grandes e com tipos retocados característicos (utilizados para trabalhar a madeira). Atribuímo-los aos últimos habitantes da região. A indústria lítica dos sítios tupiguarani a céu aberto não foi ainda estudada. A presença de pelo menos três culturas sucessivas (Una, Tupiguarani e outra, ainda sem denominação) no período pré-histórico tardio parece corresponder às rápidas mudanças da arte rupestre durante os dois últimos milênios.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • André Prous, Universidade Federal de Minas Gerais.
    Responsável pela análise tecno-tipológica.
  • Marcos Eugênio Brito, Universidade Federal de Minas Gerais.
    Responsável pelo desenho arqueológico.
  • Márcio Alonso Lima, Universidade Federal de Minas Gerais.
    Responsável pela análise traceológica.

Downloads

Publicado

1994-12-19

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

PROUS, André; BRITO, Marcos Eugênio; LIMA, Márcio Alonso. As ocupações ceramistas no vale do rio Peruaçu. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, Brasil, n. 4, p. 71–94, 1994. DOI: 10.11606/issn.2448-1750.revmae.1994.109195. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/109195.. Acesso em: 30 maio. 2024.