Programa funerário dos Tupinambá em Araruama, RJ - Sítio Bananeiras.

Autores

  • Angela Buarque Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional. Departamento de Antropologia
  • Claudia Rodrigues-Carvalho Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional. Departamento de Antropologia
  • Elizabeth Christina da Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional. Departamento de Antropologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2003.109464

Palavras-chave:

Tupinambá-Estmturafunerária-Dados etnográficos - Bio-arqueologia

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar informações significativas sobre um sepultamento presente no sítio arqueológico Bananeiras, Araruama, RJ, relacionado à ocupação Tupinambá. Destaca-se a preservação de remanescentes esqueléticos, os quais, embora friáveis, permitiram a realização de análises osteológicas macroscópicas, revelando um sepultamento primário de indivíduo do sexo feminino, sem sinais patológicos evidentes, à exceção de lesões cariosas compatíveis com a estratégia de subsistência postulada para o grupo a que pertenceu. A comparação dos dados procedentes de outros sítios pesquisados nos permite lançar a hipótese da existência de um programa funerário uniforme na região, caracterizado pela presença de uma funerária com tampa e tigelas pintadas associadas. Apesar de confirmado o enterramento primário em uma, a ausência de vestígios esqueléticos passíveis de análise em sítios semelhantes não permite estabelecer esta prática como exclusiva na região.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2003-12-23

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

BUARQUE, Angela; RODRIGUES-CARVALHO, Claudia; SILVA, Elizabeth Christina da. Programa funerário dos Tupinambá em Araruama, RJ - Sítio Bananeiras. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, Brasil, n. 13, p. 39–55, 2003. DOI: 10.11606/issn.2448-1750.revmae.2003.109464. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/109464.. Acesso em: 19 abr. 2024.