Aplicação da geofísica em estudos de arqueologia do lixo

Autores

  • Márcia Hatae Universidade de São Paulo. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas. Departamento de Geofísica
  • Vagner Roberto Elis Universidade de São Paulo. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas. Departamento de Geofísica
  • André Wagner Oliani Andrade CMG Construções & Gestão Ambiental

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2023.179005

Palavras-chave:

Geofisica, Garbologia, Lixão, Resistividade, Mogi das Cruzes

Resumo

A garbologia é o ramo de pesquisa da arqueologia dedicado ao estudo analítico de resíduos deixados por uma dada população em busca de informações sobre seus costumes. Um dos desafios nesse tipo de estudo, também conhecido como arqueologia do lixo, é a necessidade de escavar lixões e aterros sanitários de estrutura desconhecida, de forma a obter a melhor amostragem com o menor custo possível. Este trabalho contribui para a solução desse problema, verificando a aplicabilidade da geofísica (métodos eletromagnéticos e elétricos) à determinação das melhores regiões a serem escavadas no Lixão de Mogi das Cruzes. A geofísica permitiu caracterizar as estruturas de subsuperfície, por meio dos parâmetros de condutividade e resistividade de diferentes materiais e estruturas, fornecendo a espessura da camada de resíduos em diferentes pontos e as respectivas profundidades do nível d’água, possibilitando a escolha das melhores regiões a serem escavadas. Posteriormente, os dados geofísicos foram comparados com as informações das escavações; verificou-se que este é um método bastante confiável, com a vantagem de ser não invasivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Hatae, Universidade de São Paulo. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas. Departamento de Geofísica

Mestre em Ciências pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade
de São Paulo.

Vagner Roberto Elis, Universidade de São Paulo. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas. Departamento de Geofísica

Professor Associado do Departamento de Geofísica do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo

André Wagner Oliani Andrade, CMG Construções & Gestão Ambiental

Doutorado em Arqueologia pela Universidade de São Paulo. Coordenador de Projetos do CMG Construções & Gestão Ambiental , Brasil

Referências

Allen, S.J.; Porsani, J.L.; Poluha, B. 2017. Geofísica arqueológica no ambiente da arqueologia urbana: Proposta metodológica para projetos públicos. Revista de arqueologia 30: 235-254.

Andrade, A.W.O. 2006. Arqueologia do lixo: um estudo de caso nos depósitos de resíduos sólidos da cidade de Mogi das Cruzes em São Paulo. Tese de doutorado. Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Aragão, R.C.; Luiz, J.G.; Lopes, P.R.C. 2010. Metodologia geofísica aplicada ao estudo arqueológico dos sítios Bittencourt e Jambuaçu, Estado do Pará. Revista brasileira de geofísica 28: 249-263.

Araújo, A.R. 2018. Boletim da Universidade Federal de Minas Gerais. Disponível em: https://bit.ly/3xN580E . Acesso em: 30/09/2020.

Brito-Schimmel, P. et al. 2002. Aplicação de métodos geofísicos em arqueologia. Primeiros resultados obtidos no Sambaqui Fluvial Capelinha, Cajati-SP, Brasil. Revista do museu de arqueologia e etnologia 12: 43-54.

Elis, V.R. 1998. Avaliação da aplicabilidade de métodos elétricos de prospecção geofísica no estudo de áreas utilizadas para disposição de resíduos. Tese de doutorado. Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Hatae, M. 2005. Aplicação de geofísica como subsídio para estudos de arqueologia do lixo. Dissertação de mestrado. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Instituto de Pesquisa Tecnológica do estado de São Paulo. 1981. Mapa Geológico do Estado de São Paulo. IPT, São Paulo, 2 v.

McNeill, J.D. 1980. Eletromagnetic terrain condutivity measurement at low induction numbers. Geonics, Ontário. Nota técnica nº 6.

Orellana, E. 1972. Prospeccion geoelectrica en corriente continua. Paraninfo, Madrid.

Rathje, W.; Murphy, C. 1992. Rubbish!: the archaeology of garbage. HarperCollins, New York.

Sumner, J.S. 1976. Principles of Induced polarization for Geophysical Exploration. Elsevier, Amsterdan.

Waldman, M. 2010). Lixo: cenários e desafios. Cortez, São Paulo.

Downloads

Publicado

2023-05-12

Como Citar

Hatae, M., Elis, V. R. ., & Andrade, A. W. O. . (2023). Aplicação da geofísica em estudos de arqueologia do lixo. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (40), 55-66. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2023.179005