Visitando o Maguta

Autores

  • Marilina Conceição Oliveira Bessa Serra Pinto Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2008.89841

Palavras-chave:

Mito, Museu, Patrimônio imaterial

Resumo

Nossa abordagem teórica sobre os bens patrimoniais centra-se na mitologia ticuna, enquanto expressão do legado imaterial desta cultura. Pretendemos mostrar a relação existente entre o valor simbólico das peças pertencentes ao acervo etnográfico do Museu Maguta, e a leitura dos mitos e demonstrar, portanto, a dimensão material como apoio e ilustração da dimensão imaterial. A visita ao Maguta fez parte de uma Oficina pedagógica realizada com professores da rede pública de ensino no município de Benjamim Constant – Amazonas. A metodologia desenvolvida priorizou a leitura dos bens patrimoniais da etnia ticuna a fim de promover o conhecimento e desenvolver o sentido de tolerância por meio da percepção da diversidade cultural existente naquela região de tríplice fronteira, situada no Alto Solimões.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2008-12-09

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

SERRA PINTO, Marilina Conceição Oliveira Bessa. Visitando o Maguta. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, Brasil, n. 18, p. 287–297, 2008. DOI: 10.11606/issn.2448-1750.revmae.2008.89841. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/89841.. Acesso em: 16 jul. 2024.