Arqueometria em cerâmicas Guarani no sul do Brasil: um estudo de caso

Autores

  • Rafael Guedes Milheira Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Carlos Roberto Appoloni Universidade Estadual de Londrina. Departamento de Física
  • Paulo Sérgio Parreira Universidade Estadual de Londrina. Departamento de Física

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2009.89894

Palavras-chave:

Arqueologia Guarani, Arqueometria, Cerâmica, Fluorescência de Raios X

Resumo

Através da análise arqueométrica com uso da técnica de Fluorescência de Raios X (EDXRF) aplicada em amostras de materiais cerâmicos provenientes de sítios arqueológicos Guarani pré-históricos da margem sudoeste da Laguna dos Patos-RS, buscamos discutir aspectos formais das análises tradicionais em arqueologia. É o caso de cerâmicas com a presença de uma “crosta preta” com até cinco milímetros de espessura que ocorre geralmente na superfície externa das peças, cuja análise formal indicava se tratar de traços culturais decorrentes das panelas usadas em contexto sistêmico. No entanto, através da presente análise arqueométrica, conseguimos alcançar resultados mais refinados que indicam outras causas de formação destes traços. Além de discutir os resultados, abordaremos neste texto algumas reflexões sobre a necessidade do uso de técnicas arqueométricas como complementares às análises tradicionais em arqueologia.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Rafael Guedes Milheira, Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
    Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. Pesquisador associado ao Laboratório de Antropologia e Arqueologia da Universidade Federal de Pelotas. Bolsista FAPESP.

Downloads

Publicado

2009-12-17

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

MILHEIRA, Rafael Guedes; APPOLONI, Carlos Roberto; PARREIRA, Paulo Sérgio. Arqueometria em cerâmicas Guarani no sul do Brasil: um estudo de caso. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, Brasil, n. 19, p. 355–364, 2009. DOI: 10.11606/issn.2448-1750.revmae.2009.89894. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/89894.. Acesso em: 12 jul. 2024.