El jade y las piedras verdes en Teotihuacan, México

  • Leila Maria França Universidad de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
Palavras-chave: Teotihuacan, Mesoamérica, Mexico, Jade, Ideologia

Resumo

O jade foi um dos materiais mais valiosos na Mesoamérica, onde era amplamente usado na elaboração de imagens de deuses, objetos de culto, jóias e ornamentos, entre muitos outros. Em Teotihuacan, o jade e seus similares - as pedras verdes - tiveram um papel fundamental na ornamentação da elite e no culto, plasmando conceitos fundamentais da cosmovisão e da religião estatal. Este artigo trata de detalhar os aspectos do simbolismo do jade em Teotihuacan, sua importância ideológica e o controle sobre sua obtenção e produção de artefatos, através do estudo dos artefatos de jade e pedras verdes conservados na Ceramoteca da Zona de Monumentos Arqueológicos de Teotihuacan.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leila Maria França, Universidad de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
Investigadora de Posdoctorado en el Museu de Arqueologia e Etnologia de la Universidad de São Paulo, con el Proyecto: "Las rutas del jade en Mesoamérica: en intercambio de larga distancia y el poder estatal en Teotihuacan, México
Publicado
2010-12-09
Como Citar
França, L. M. (2010). El jade y las piedras verdes en Teotihuacan, México. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (20), 327-344. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89937
Seção
Artigos