Os gregos da Sicília – a Numismática e a História

Autores

  • Neville Keith Rutter Universidade de Edimburgo, Escócia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2011.89982

Palavras-chave:

Sicília, Epigrafia, Iconografia monetária

Resumo

Este artigo objetiva apresentar o potencial do documento monetário para o estudo da história da Sicília grega. A partir da análise da epigrafia e da iconografia em moedas cunhadas em póleis da Sicília em época clássica discutir-se-á como em contexto siceliota a moeda foi utilizada como suporte e veículo de competição artística, como se mostrará com o caso dos gravadoresassinantes de cunhos – fenômeno local –, e de expressão de identidade políade, siceliota e também grega. A interação dos gregos com povos não-gregos na ilha será também abordada a partir do caso dos tipos monetários de Segesta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neville Keith Rutter, Universidade de Edimburgo, Escócia

Professor emérito da Universidade de Edimburgo, Escócia. Escola de História, Clássicos e Arqueologia

Downloads

Publicado

2011-12-09

Como Citar

Rutter, N. K. (2011). Os gregos da Sicília – a Numismática e a História. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (21), 345-356. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2011.89982

Edição

Seção

Artigos