[1]
G. F. Bianchini, M. Gaspar, P. DeBlasis, e R. Scheel-Ybert, “Processos de formação do sambaqui Jabuticabeira-II: interpretações através da análise estratigráfica de vestígios vegetais carbonizados”, Rev. Mus. Arqueol. Etnol., nº 21, p. 51-69, dez. 2011.