O progresso na tecnologia do metal e inovações cerâmicas no mundo greco-romano

Autores

  • Maria Isabel D ’Agostino Fleming Universidade de São Paulo. Museu de A rqueologia e Etnologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2594-5939.revmaesupl.1997.113438

Palavras-chave:

Tecnologia — Estudos comparados — Metalurgia — Cerâmica — Antigüidade Clássica

Resumo

No período helenístico, a cerâmica moldada em relevo consagrou-se definitivamente e continuou a dominar no período romano. Na análise dos fatores que definiram a escolha desta técnica de fabricação cerâmica, a referência mais imediata é a relação entre o metal e a cerâmica fina na Antigüidade Clássica. Este fenômeno conduziu os especialistas a considerar questões que partem desde simples evidências, como a maior disponibilidade da prata e do bronze, até o exame de caráter artístico e de estilo da pintura cerâmica e mural, à busca das razões da substituição da cerâmica figurada pela cerâmica em relevo. Este estudo, entretanto, propõe o progresso técnico na metalurgia, sobretudo na fabricação do vasilhame de bronze, ligado à queda do preço do metal, como o fator necessário para estimular a adoção da técnica da moldagem da cerâmica. Neste contexto estão os vasos de bronze de paredes mais resistentes, em relevo, fabricados com a técnica da cera perdida. O resultado foi a substituição de uma cerâmica inspirada em figuras gravadas ou aplicadas nos vasos de metal (a cerâmica com figuras vermelhas) pela cerâmica que reproduzia as cenas em relevos de protótipos metálicos

Downloads

Publicado

1997-12-10

Como Citar

Fleming, M. I. D. ’Agostino. (1997). O progresso na tecnologia do metal e inovações cerâmicas no mundo greco-romano. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia. Suplemento, (supl.2), 41-47. https://doi.org/10.11606/issn.2594-5939.revmaesupl.1997.113438

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)