Direito à saúde de pessoas em condição de vulnerabilidade em centros urbanos

Autores

  • Fernando Aith Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Preventiva
  • Nayara Scalco Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i107p43-54

Palavras-chave:

direito à saúde, centros urbanos, vulnerabilidade, Sistema Único de Saúde – SUS

Resumo

O direito à saúde, reconhecido pela Constituição de 1988, ainda encontra no Brasil desafios complexos para a sua plena efetivação. Com a urbanização acelerada da sociedade brasileira, os centros urbanos se tornaram estratégicos na organização do Sistema Único de Saúde (SUS). A concentração populacional e econômica das cidades resulta em um conjunto expressivo e variado de necessidades e demandas por saúde. Os centros urbanos também concentram grande número de pessoas em condições de vulnerabilidades biológicas, socioeconômicas e culturais. Este artigo trata do direito à saúde das pessoas em condição de vulnerabilidade em centros urbanos, contextualizando o tema e os conceitos e apresentando uma análise crítica sobre a organização do SUS para a atenção à saúde dessa população

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Aith, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Preventiva

é advogado, professor do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (DMP/FMUSP) e vice-coordenador científico do Núcleo de Pesquisa em Direito Sanitário da USP

Nayara Scalco, Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

é bióloga e doutoranda em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP (FSP/USP)

Downloads

Publicado

2015-12-17

Como Citar

Aith, F., & Scalco, N. (2015). Direito à saúde de pessoas em condição de vulnerabilidade em centros urbanos. Revista USP, (107), 43-54. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i107p43-54

Edição

Seção

Dossiê "Saúde Urbana"