Democracia na América Latina: da inovação institucional ao velho problema do equilíbrio entre os poderes

Autores

  • Leonardo Avritzer Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i109p75-86

Palavras-chave:

democracia, delegativismo, equilíbrio de podere

Resumo

Neste trabalho, analisamos a construção democrática latino-americana a partir da obra de Guillermo O’Donnell e da sua percepção acerca dos problemas para a construção da democracia, que ele identifica com a assim chamada “democracia delegativa”. Iremos abordar a questão democrática na região a partir dos processos de constitucionalismo e o novo equilíbrio de poderes na América Latina. Especialmente neste último período, entre 2000 e 2015, houve um fortalecimento das instituições jurídicas, mas o nosso argumento é que esse fortalecimento ainda não gerou uma estrutura de equilíbrio de poderes compatível com a construção de uma democracia consolidada. Pelo contrário, é possível observar elementos de particularismo e hierarquia, que são próprios dos problemas históricos das instituições democráticas na região, se manifestarem nas novas instituições ou no novo equilíbrio entre as instituições

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Avritzer, Universidade Federal de Minas Gerais

é professor titular de Ciência Política da UFMG, presidente da Associação Brasileira de Ciência Política

Downloads

Publicado

2016-11-22

Como Citar

Avritzer, L. (2016). Democracia na América Latina: da inovação institucional ao velho problema do equilíbrio entre os poderes. Revista USP, (109), 75-86. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i109p75-86

Edição

Seção

Dossiê democracia na América Latina