A república da arquitetura

Autores

  • Carlos Antônio Leite Brandão Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Administração

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i59p8-21

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Antônio Leite Brandão, Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Administração

é professor de História e Teoria da Arquitetura da EA-UFMG e autor de A Formação do Homem Moderno Vista através da Arquitetura (Editora da UFMG).

Referências

ALBERTI, Leon Battista. De Re Aedificatoria. L’Architettura. Trad. Giovanni Orlandi. Milão, Polifilo, 1966.

________. On Painting and on Sculpture: De Pictura/De Statua (a cura de Cecil Grayson). Trad. Cecil Grayson. London, Phaidon Press, 1972.

________. Opere Volgari (a cura de Cecyl Grayson). Bari, Gius. Laterza & Figli, 1960-73.

––––––––. Da Pintura. Trad. Antonio da Silveira Mendonça. Campinas, Unicamp, 1989.

ARENDT, Hannah. Entre o Passado e o Futuro. Trad. Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo, Perspectiva, 1997.

ARGAN, Giulio Carlo. História da Arte como História da Cidade. Trad. Pier Luigi Cabra. São Paulo, Martins Fontes, 1988.

________. Storia dell’Arte Italiana. Firenze, Sansoni, 1992. v.2.

________. Clássico Anticlássico. Trad. Lorenzo Mammì. São Paulo, Companhia das Letras, 1999.

________. Projeto e Destino. Trad. Marcos Bagno. São Paulo, Ática, 2001.

BIGNOTTO, Newton (org.). Pensar a República. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2000.

BRANDÃO, Carlos Antônio Leite. Quid tum? O Combate da Arte em Leon Battista Alberti. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2000.

________. “A Arquitetura entre o Renascimento do Moderno e o Luto da Modernidade”, in Interpretar Arquitetura. v. 2, n. 3, p. 1-7, dez. 2001. Belo Horizonte, Escola de Arquitetura da UFMG. Acessado pela Internet: http://www.arq.ufmg.br/ia.

________. “A Arquitetura e seu Combate”, in Interpretar Arquitetura. v. 2. n. 3. Belo Horizonte, Escola de Arquitetura da UFMG, dez. 2001, pp. 1-7. Acessado pela Internet: http://www.arq.ufmg.br/ia.

BURCKHARDT, Jacob C. La Cultura del Renacimento en Italia. Trad. José-Antonio Rubio. Madrid, Escelicer, 1941.

CARVALHO, José Murilo de. A Formação das Almas. São Paulo, Companhia das Letras. 1990.

CAVALCANTI, Lauro. Quando o Brasil Era Moderno; Guia da Arquitetura 1928-1960. Rio de Janeiro, Aeroplano, 2001.

COMPAGNON, Antoine. Os Cinco Paradoxos da Modernidade. Trad. Cleonice Mourão, Consuelo Santiago e Eunice Galéry. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 1999.

COSTA, Lucio. “Plano Piloto de Brasília”, in Acrópole. v. 22. n. 256. São Paulo, fev./1960, p. 56.

DOMINGUES, Ivan. O Fio e a Trama. São Paulo/Belo Horizonte, Iluminuras/Editora da UFMG, 1996.

JAEGER, Werner. Paidéia. Trad. Artur M. Pereira. São Paulo/Brasília, Martins Fontes/Ediotra da UnB, 1989.

KRAUTHEIMER, Richard. “La Tavole di Urbino, Berlino e Baltimora Riesaminate”, in Henry Millon, Vittorio Lampugnani (orgs.). Rinascimento da Brunelleschi a Michelangelo. Milano, Bompiani, 1994.

MATOS, Olgária Chaim, “A Cena Primitiva”, in Newton Bignotto (org.). Pensar a República. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2000., p. 98.

MENDONÇA, Mário de Oliveira. Desenho de Arquitetura Pré-Renascentista. Salvador, Editora da UFBA, 2002.

MILLON, Henry; LAMPUGNANI, Vittorio (orgs.). Rinascimento da Brunelleschi a Michelangelo. Milano, Bompiani, 1994.

MIRANDA, Wander Melo (org.). Narrativas da Modernidade. Belo Horizonte, Editora da UFMG, Autêntica, 1999.

________. Anos JK: Margens da Modernidade. São Paulo/Rio de Janeiro, Imprensa Oficial do Estado/Casa Lucio Costa, 2002.

MOROLLI, Gabrielle. “Nel Cuore del Palazzo, la Città Ideale. Alberti e la Prospettiva Architettonica di Urbino”, in Paolo Poggetto (org.). Piero e Urbino. Piero e le Corti Rinascimentali. Veneza, 1992, pp. 215-30 (catálogo da mostra).

NIEMEYER, Oscar. Meu Sósia e Eu. Rio de Janeiro, Revan, 1992.

POGGETTO, Paolo (org.). Piero e Urbino. Piero e le Corti Rinascimentali. Veneza, 1992, pp. 215-30 (catálogo da mostra).

SCHLOSSER, Giulio. Xenia – Saggi sulla Storia dello Stile e del Linguaggio nell’Arte Figurativa. Trad. Giovanna Federici Ajroldi. Bari, Gius. Laterza & Figli, 1938.

SOUZA, Eneida Maria (org.). Modernidades Tardias. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 1998.

STARLING, Heloisa Maria Murgel. Juscelino Prefeito. Belo Horizonte, 2002 (Catálogo de Exposição, Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Museu Histórico Abílio Barreto).

WITTKOWER, Rudolph. La Arquitectura en la Edad del Humanismo. Trad. Justo Beramendi. Buenos Aires, Nueva Visión, 1958.

Downloads

Publicado

2003-11-01

Como Citar

Brandão, C. A. L. (2003). A república da arquitetura . Revista USP, (59), 8-21. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i59p8-21

Edição

Seção

Dossiê Brasil República