Os três povos da República

Autores

  • José Murilo De Carvalho Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i59p96-115

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Murilo De Carvalho, Universidade Federal do Rio de Janeiro

é professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro e autor de, entre outros, A Formação das Almas – o Imaginário da República no Brasil (Companhia das Letras).

Referências

AMADO, Gilberto. Eleição e Representação. 3a ed. Rio de Janeiro, Sá Cavalcanti Editores, 1969 (1a ed. de 1931).

________. “As Instituições Políticas e o Meio Social no Brasil”, in Vicente Licínio Cardoso (org.). À Margem da História da República. Recife, FJN/Massangana, 1990.

BARRETO, Lima. Os Bruzundangas. São Paulo, Brasiliense, 1956.

BENCHIMOL, Jaime Larry .“Pereira Passos, um Haussmann Tropical. As Transformações Urbanas na Cidade do Rio de Janeiro no Início do Século XX ”. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1982.

BRETAS, Marcos Luiz. A Guerra das Ruas: Povo e Polícia na Cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Arquivo Nacional, 1997.

CARDOSO, Vicente Licínio (org.). À Margem da História da República. Recife, FJN/Massangana, 1990 (1a ed. de 1924).

CARVALHO, José Murilo de. Os Bestializados. O Rio de Janeiro e a República que não Foi. São Paulo, Companhia das Letras, 1987.

________. “Cidadania: Tipos e Percursos”, in Estudos Históricos, 9, 18, 1996, pp. 337-59.

________. “As Forças Armadas na Primeira República: o Poder Desestabilizador”, in Boris Fausto (org.). História Geral da Civilização Brasileira. O Brasil Republicano. Tomo III, 2o vol.` São Paulo, Difel, s. d., pp. 181-234.

CONNIFF, Michael L. Urban Politics in Brazil. The Rise of Populism, 1925-1945. Pittsburgh, University of Pittsburgh Press, 1981.

COSTA, Nilson do Rosário. Lutas Urbanas e Controle Sanitário: Origens das Políticas de Saúde no Brasil. Petrópolis, Vozes, 1985.

COUTY, Louis. A Escravidão no Brasil. Trad. de Maria Helena Rouanet. Rio de Janeiro, Fundação Casa de Rui Barbosa, 1988.

CUNHA, Euclides da. Os Sertões. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1980.

DELLA CAVA, Ralph. Miracle at Joazeiro. New York, Columbia University Press, 1970.

FACÓ, Rui. Cangaceiros e Fanáticos: Gênese e Lutas. 2a ed. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1965.

FAUSTO, Boris. Trabalho Urbano e Conflito Social. São Paulo, Difel, 1977.

________ (org.). História Geral da Civilização Brasileira. O Brasil Republicano. Tomo III, vols. 1 e 2. São Paulo, Difel, 1975, 1977.

FERREIRA, Marieta de Moraes (org.). A República na Velha Província.Rio de Janeiro, Rio Fundo, 1989.

FOOT, Francisco e LEONARDI, Victor. História da Indústria e do Trabalho no Brasil (das Origens aos Anos 20). São Paulo, Global, 1982.

HARDMAN, Francisco Foot. Trem Fantasma. A Modernidade na Selva. São Paulo, Companhia das Letras, 1988.

IBGE. Estatísticas Históricas do Brasil. Séries Econômicas, Demográficas e Sociais de 1550 a 1988. 2a edição. Rio de Janeiro, IBGE,1990.

LEAL, Victor Nunes. Coronelismo, Enxada e Voto. Rio de Janeiro, Forense, 1948.

LESSA, Renato. A Invenção Republicana. Campos Sales, as Bases e a Decadência da Primeira República Brasileira. São Paulo/Rio de Janeiro, Vértice/Iuperj, 1988.

LOBATO, Monteiro. “Velha Praga”, in Urupês. São Paulo, Brasiliense, 1959a, pp. 269-76.

________. “Jeca Tatu”, in Problema Vital.São Paulo, Brasiliense, 1959b, pp. 329-40.

MIRANDA, Pontes de. “Preliminares para a Revisão Constitucional”, in Vicente Licínio Cardoso (org.). À Margem da História da República. Recife, FJN/Massangana, 1990, pp. 143-77.

MARTINS, Hélio Leôncio. A Revolta dos Marinheiros, 1910. São Paulo/Rio de Janeiro, Nacional/Serviço de Documentação Geral da Marinha, 1988.

MINISTÉRIO da Agricultura, Industria e Commercio. Directoria do Serviço de Estatística. Estatística Eleitoral da República dos Estados Unidos do Brazil. Rio de Janeiro, Typographia do Ministério da Agricultura, Industria e Commercio, 1914.

________. Serviço de Informações. Salário dos Trabalhadores Ruraes no Brasil. Rio de Janeiro, Imprensa Nacional, 1924.

________. Directoria Geral de Estatística. Recenseamento do Brazil Realizado em 1º de Setembro de 1920. Rio de Janeiro, Typographia da Estatística, 1926.

________. Salários Ruraes. Inquérito organizado pelo Serviço de Inspecção e Fomento Agricolas sobre as oscillações dos salarios ruraes em todo o paiz, durante o quinquênio de 1922-1926. Rio de Janeiro, Officinas Typographicas do Serviço de Informações do Ministério da Agricultura, 1927.

MONTEIRO, Duglas Teixeira. Os Errantes do Novo Século. São Paulo, Duas Cidades, 1974.

MOREL, Edmar. A Revolta da Chibata. 3a ed. Rio de Janeiro, Graal, 1979.

NICOLAU, Jairo Marconi (org.). Dados Eleitorais do Brasil. Rio de Janeiro, Iuperj/Revan, 1998.

PANG, Eul-Soo. Coronelismo e Oligarquias, 1889-1943.Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1979.

PENA, Belisário. O Saneamento do Brasil.Rio de Janeiro, Revista dos Tribunais, 1918.

PENNA, Lincoln de Abreu. O Progresso na Ordem. O Florianismo e a Construção da República. Rio de Janeiro, Sette Letras, 1997.

QUEIROZ,Suely R. R. de. Os Radicais da República. Jacobinismo: Ideologia e Ação, 1893-1897.São Paulo, Brasiliense, 1986.

RAMOS, Guerreiro. A Crise do Poder no Brasil. Rio de Janeiro, Zahar, 1961.

ROMERO, Sylvio. O Brasil Social. (Vistas Syntheticas Obtidas pelos Processos de Le Play). Rio de Janeiro, Typ. do Jornal do Commercio de Rodrigues & C., 1907.

SALES, Campos. Da Propaganda à Presidência. São Paulo, s/ed., 1908.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos (coord.). Que Brasil É Este? Manual de Indicadores Políticos e Sociais. São Paulo, Vértice/Editora Revista dos Tribunais, 1990.

SCHWARTZMAN, Simon. São Paulo e o Estado Nacional. São Paulo, Difel, 1975.

SENNA, Homero. Gilberto Amado e o Brasil. Rio de Janeiro, José Olympio, 1969.

SEVCENKO, Nicolau. A Revolta da Vacina. Mentes Insanas em Corpos Rebeldes. São Paulo, Brasiliense, 1984.

SIMÃO, Azis. Sindicato e Estado. Suas Relações na Formação do Proletariado de São Paulo. São Paulo, Dominus, 1966.

SILVA, Eduardo. As Queixas do Povo. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1988.

SOUZA, Francisco Belisário Soares de. O Sistema Eleitoral no Império. Brasília, Senado Federal, 1979.

TORRES, Alberto. A Organização Nacional. São Paulo, Nacional, 1933 (1a ed. de 1914).

VIANNA, Luiz Werneck. A Revolução Passiva. Iberismo e Americanismo no Brasil. Rio de Janeiro, Revan, 1997.

VIANNA, Oliveira. “O Idealismo da Constituição”, in Vicente Licínio Cardoso (org.). À Margem da História da República. Recife, FJN/Massangana, 1990, pp. 121-41.

VIVEIROS, Esther de. Rondon Conta sua Vida. Rio de Janeiro, Liv. São José, 1958.

Downloads

Publicado

2003-11-01

Como Citar

Carvalho, J. M. D. (2003). Os três povos da República . Revista USP, (59), 96-115. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i59p96-115

Edição

Seção

Dossiê Brasil República