Música popular brasileira experimental: Itamar Assumpção, a vanguarda paulista e a tropicália

Autores

  • Sean Stroud

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i87p86-97

Palavras-chave:

música experimental, indústria fonográfica, Itamar Assumpção, vanguarda paulista

Resumo

Este artigo examina a fase inicial da carreira de Itamar Assumpção no começo dos anos 1980 do ponto de vista de como sua música desafiadora e sua atitude não conformista foram recebidas pela imprensa brasileira e pela indústria fonográfica na época. Apesar da aclamação crítica tremendamente positiva, Assumpção não conseguiu alcançar o sucesso comercial e a ampla exposição popular. Esse insucesso - e o de outros expoentes da vanguarda paulista, como Arrigo Barnabé e o Grupo Rumo - em abrir caminho para o sucesso comercial foi marcadamente dissimilar à trajetória da maioria dos artistas associados ao movimento da tropicália do fim dos anos 1960, apesar de os tropicalistas terem apresentado também um desafio radical à música popular contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-11-01

Como Citar

Stroud, S. (2010). Música popular brasileira experimental: Itamar Assumpção, a vanguarda paulista e a tropicália . Revista USP, (87), 86-97. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i87p86-97

Edição

Seção

Dossiê