Os imaginários religiosos na cultura política argentina

Autores

  • Juan Cruz Esquivel Universidade de Buenos Aires

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i120p23-42

Palavras-chave:

política, religião, deputados nacionais, Argentina

Resumo

O artigo se propõe a refletir sobre os entrecruzamentos na religião e na política, instalados nos debates conceituais em torno da secularização e da laicidade. Partindo da premissa que supõe considerar a religião como dimensão pública, interessa aqui analisar os imaginários religiosos na cultura política argentina. Para isso, entrevistou-se meia centena de deputados(as) nacionais, com o objetivo de indagar sobre suas trajetórias, seus âmbitos de formação e socialização, seus percursos na militância e na função política; sobre suas crenças religiosas; e suas percepções e avaliações sobre a presença da religião no espaço público em geral e na educação em particular, o vínculo entre os grupos religiosos e o Estado e a influência das convicções religiosas nas decisões parlamentares.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Juan Cruz Esquivel, Universidade de Buenos Aires

    é professor da Universidade de Buenos Aires (UBA), pesquisador do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas (Conicet), Argentina

Downloads

Publicado

2019-03-11

Edição

Seção

Dossiê religião e modernidade

Como Citar

ESQUIVEL, Juan Cruz. Os imaginários religiosos na cultura política argentina. Revista USP, São Paulo, Brasil, n. 120, p. 23–42, 2019. DOI: 10.11606/issn.2316-9036.v0i120p23-42. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/155529.. Acesso em: 27 maio. 2024.