O que a “primeira novela brasileira” pode nos dizer sobre o papel das letras coloniais no estudo de literatura?

Autores

  • Marcus De Martini Universidade Federal de Santa Maria. Departamento de Letras Vernáculas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i121p79-94

Palavras-chave:

letras coloniais, Alexandre de Gusmão, História do Predestinado Peregrino

Resumo

Neste artigo, discute-se a posição lateral das letras coloniais, no âmbito das escolas e universidades, atrelada ao questionamento do papel da literatura e dos métodos de ensino. A discussão concentra-se na análise da História do Predestinado Peregrino e de seu irmão Precito, composta segundo as preceptivas retórico-poéticas, em chave teológicopolítica pelo jesuíta Alexandre de Gusmão, em 1682.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-05-06

Como Citar

De Martini, M. (2019). O que a “primeira novela brasileira” pode nos dizer sobre o papel das letras coloniais no estudo de literatura?. Revista USP, (121), 79-94. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i121p79-94

Edição

Seção

dossiê: artes & letras