Os mansos morrem trabalhando e os bravos, lutando

Autores

  • Jaime Bertoluci Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i125p53-66

Palavras-chave:

bois, compaixão, literatura portuguesa contemporânea, Memorial do convento, José Saramago, tauromaquia

Resumo

Examino aqui a compaixão expressa pelo narrador de Memorial do convento (1982), quarto romance publicado por José Saramago, pelo sofrimento de bois de carga durante o transporte de uma pedra colossal destinada ao pórtico da igreja do convento em construção e de touros e outros animais massacrados em uma arena em Portugal no século XVIII.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Jaime Bertoluci, Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP

    Jaime Bertoluci é professor associado do Departamento de Ciências Biológicas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP e pesquisador colaborador do Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP).

         

Referências

COOMARASWAMY, Ananda K. O pensamento vivo de Buda. Trad. Ary Vasconcelos. São Paulo, Martins, 1965. BASTA. “Cidadãos pela abolição das corridas de touros em Portugal”, 2020.

DAMÁSIO, António. E o cérebro criou o homem. Trad. Laura Teixeira Motta. São Paulo, Companhia das Letras. 2009.

DAVIDSON, Richard J. O estilo emocional do cérebro. Trad. Diego Alfaro. Rio de Janeiro, Sextante, 2013.

GORDILHO, Heron José de Santana; FIGUEIREDO, Francisco José Garcia. “A vaquejada à luz da Constituição Federal”, in Revista de Biodireito e Direito dos Animais, v. 2, n. 2. Curitiba, 2016, pp. 78-96.

HOLANDA, Aurélio Buarque de. Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa. 2a ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1986.

OLIVEIRA, Salma Ferraz de Azevedo de. As faces de Deus na obra de um ateu – José Saramago. Tese de doutorado. Assis, Unesp, 2002.

PRETO-RODAS, Richard A. “A view of Eighteenth-Century Portugal: José Saramago’s Memorial do convento (Baltasar and Blimunda)”, in Harold Bloom (ed.). Bloom’s modern critical views. Chelsea House Publishers, 2005, p. 1-9.

RADUY, Ygor. “‘Conversa de bois’ sob a ótica nietzschiana da crítica da razão”, in Ao Pé da Letra, v. 6, n. 2. Londrina, 2004, p. 196-209.

REVEL, Jean-François; RICARD, Matthieu. O monge e o filósofo: o budismo hoje. Trad. Joana Angélica D’Ávila Melo. São Paulo, Mandarim, 1998.

RICARD, Matthieu. A revolução do altruísmo. São Paulo, Palas Athena, 2015.. Em defesa dos animais – direitos da vida. Trad. Tamara Barile. São Paulo, Palas A t h e n a , 2 017.

ROSA, João Guimarães. Sagarana. Rio de Janeiro, José Olympio, 1974.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. “Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens”, in Os pensadores. Trad. Lourdes Santos Machado. São Paulo, Nova Cultural, 1991.

SARAMAGO, José. “De como a personagem foi mestre e o autor seu aprendiz”. Discurso de Estocolmo proferido em 7 de dezembro de 1998. Disponível em: http://www.citi.pt/cultura/literatura/romance/saramago/est_dis2.html

SARAMAGO, José. Memorial do convento. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2000.

TORGA, Miguel. Bichos. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1996.

Downloads

Publicado

2020-07-30

Edição

Seção

Dossiê Saramago

Como Citar

BERTOLUCI, Jaime. Os mansos morrem trabalhando e os bravos, lutando. Revista USP, São Paulo, Brasil, n. 125, p. 53–66, 2020. DOI: 10.11606/issn.2316-9036.v0i125p53-66. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/173060.. Acesso em: 14 jul. 2024.