"A dança de centauras” e o legado romântico nas mãos de Francisca Júlia

Autores

  • Vagner Camilo Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i128p119-136

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vagner Camilo, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Professor associado de Literatura Brasileira da FFLCH/USP e autor de, entre outros, A modernidade entre tapumes: da poesia social à inflexão neoclássica na lírica brasileira moderna (Ateliê Editorial/Fapesp)

Referências

ANGELLOZ, J.-F. “Henri Heine: un romantique défroqué”, in Albert Béguin (org.). Le romantisme allemand. Paris, Cahiers du Sud, 1949.

ANDRADE, Mário de. “Mestres do passado”, in Mário da Silva Brito. História do

Modernismo brasileiro. Antecedentes da Semana de Arte Moderna. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1974.

BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. Trad. Antônio de Pádua Danesi. São Paulo, Martins Fontes, 1988.

BILAC, Olavo. Conferências literárias. Rio de Janeiro, Kósmos, 1906.

CAMILO, Vagner. “Walpurgisnacht e o pandemonismo sertanejo: na trilha do humour noir”, in Risos entre pares: poesia e humor românticos. São Paulo, Edusp/Fapesp/Imprensa Oficial do Estado, 1987.

CARPEAUX, Otto Maria. História da literatura ocidental. Rio de Janeiro, Alhambra, 1987, v. 5, p. 1.364.

DELILLE, Maria Manuela Gouveia. A recepção literária de H. Heine no Romantismo português (1844-1871). Lisboa, Imprensa Nacional/Casa da Moeda, 1984.

GANTZ Timothy. Early greek myth: a guide to literary and artistic sources. Baltimore/London, The Johns Hopkins UP, 1993.

GOETHE W. “Elfenlied/A canção dos elfos”, in Poemas. Org. e trad. Paulo Quintela. Coimbra, Centelha, 1979.

GONÇALVES DIAS, Antônio. “Correspondência ativa”. Anais da Biblioteca Nacional, vol. 84, 1964.

GONÇALVES DIAS, Antônio. “Poemas traduzidos”, in Poesias completas. São Paulo, Saraiva, 1957.

GRIMAL, Pierre. Dicionário da mitologia grega e romana. Trad. Victor Jabouille. Lisboa/Rio de Janeiro, Difel/Bertrand, 2003.

HEREDIA, José-Maria de. Les trophées. Paris, A. Lemerre, 1893.

OVÍDIO. “Livro XII”, in Metamorfoses. Trad. Paulo Farmhouse Alberto. Lisboa, Cotovia, 2007, pp. 210-25.

PHILOSTRATE L’ANCIEN. “III. Les centaurides”, in Une galerie antique de soixante-quatre tableaux. Introduction, traduction et commentaire de A. Bougot. Paris, Librairie Renouard, 1881.

RIBEIRO, João. “Prólogo”, in Mármores. Brasília, Senado Federal, 2020, pp. 17-8.

ROCHA, Vera Lúcia Figueiredo Costa. “Muse Im (passible)”. Revista de Letras, no. 1/2, v. 17. Fortaleza (UFC), jan.-dez./1995, pp. 64-8.

ROSENFELD, Anatol. “Mário e o cabotinismo”, in Texto/Contexto. São Paulo, Perspectiva, 1969.

SANO, Lucia. “Das Narrativas Verdadeiras, de Luciano de Samósata: tradução, notas e estudo”. Dissertação de mestrado. São Paulo, Universidade de São Paulo, 2008.

SANTIAGO, Emmanuel. “Impassibilidade, frigidez e masoquismo: uma leitura erótica da poesia parnasiana de Francisca Júlia”. Texto apresentado no XV Congresso de Estudos Literários da UFES, 2014. Disponível em: http://antenasdemarfim.blogspot.com/2014/01/impassibilidade-frigidez-e-masoquismo.html).

SILVA, Francisca Júlia da. Esphinges. São Paulo, Monteiro Lobato & Co. Editores, 1921.

SILVA, Francisca Júlia da. Mármores. Brasília, Senado Federal, 2020.

VICENTE, João. “Rigidez escultórica e busca de temática clássica: o rigor formal na poesia de Francisca Júlia”. Universitas Humanas, v. 11, n. 1. Brasília-DF, jan.-jun./2014.

Downloads

Publicado

2021-09-02

Como Citar

Camilo, V. . (2021). "A dança de centauras” e o legado romântico nas mãos de Francisca Júlia. Revista USP, 1(128), 119-136. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i128p119-136