A confiança em um governo de crise e retrocesso

Autores

  • Rachel Meneguello Universidade Estadual de Campinas
  • Fabíola Abrigante del Porto Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i131p81-98

Palavras-chave:

confiança política, covid-19, negacionismo, polarização política, crise democrática

Resumo

O artigo analisa se e como a experiência da crise sanitária provocada pela pandemia de covid-19 no Brasil, bem como a “resposta” à crise dada pelo governo Bolsonaro, altera a relação de confiança dos cidadãos com o governo. A análise baseia-se no painel “Valores em Crise” (junho de 2020 e fevereiro de 2021) e explora os efeitos do medo da pandemia, das percepções das perspectivas para o futuro do país, da con ança nas mídias sociais e da polarização política sobre a confiança no governo. Os resultados apontam para o forte efeito da autolocalização ideológica com a direita, além da confiança nas mídias sociais e da percepção do impacto positivo da crise sobre o país, achados que apontam para a adesão dos entrevistados às atitudes negacionistas, autoritárias e de estímulo à polarização e ao confronto político do presidente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-10

Como Citar

Meneguello, R., & Porto, F. A. del. (2021). A confiança em um governo de crise e retrocesso. Revista USP, 1(131), 81-98. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i131p81-98

Edição

Seção

Dossiê pandemia: valores em crise