Brasil pós-pandemia. Reconstruindo o capital social e uma cultura política assertiva

Autores

  • Marcello Baquero Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Jennifer Morais Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i131p99-120

Palavras-chave:

pandemia, democracia, capital social, cultura política

Resumo

A pandemia de covid-19, que há mais de um ano assola o país, onde o governo incumbente tem minimizado o seu impacto devastador, vem afetando os princípios democráticos gerando uma polarização ideológica na sociedade brasileira e produzindo um estado de intolerância exacerbada. A combinação da pandemia com a polarização tem se enraizado e dividido o país, reduzindo os espaços cívicos de envolvimento político cidadão. Este artigo tem por objetivo examinar o impacto da pandemia na construção de capital social institucional negativo (governo- sociedade) e no tipo de cultura política que emergirá no futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcello Baquero, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

É professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Jennifer Morais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

É professora do Programade Pós-Graduação em Ciência Política do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Downloads

Publicado

2021-12-10

Como Citar

Baquero, M., & Morais, J. (2021). Brasil pós-pandemia. Reconstruindo o capital social e uma cultura política assertiva. Revista USP, 1(131), 99-120. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i131p99-120

Edição

Seção

Dossiê pandemia: valores em crise