JOGOS ELETRÔNICOS: TÉCNICA ILUSIONISTA OU EMANCIPADORA?

Autores

  • FÁTIMA CABRAL Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i35p134-145

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • FÁTIMA CABRAL, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Professora do Departamento de Sociologia e Antropologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Unesp – campus de Marília.

Referências

ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. São Paulo, Paz e Terra, 1995.

—————. “Crítica Cultural e Sociedade”; “Teses sobre Sociologia da Arte”, in Gabriel Cohn (org.), Adorno. São Paulo, Ática, 1994.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao Trabalho? Ensaio sobre as Metamorfoses e a Centralidade do Mundo do Trabalho. São Paulo, Cortez; Campinas, Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1996.

BAUDELAIRE, C. A Modernidade de Baudelaire. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1988.

BENJAMIN, W. “A Obra de Arte na Era de sua Reprodutibilidade Técnica” e “O Narrador. Considerações sobre a Obra de Nikolai Leskov”, in Obras Escolhidas. Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo, Brasiliense, 1985.

BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade – Lembrança de Velhos. São Paulo, T. A. Queiroz, 1987.

CABRAL, Fátima A. “O Lúdico no Interior Paulista: Processos de Mutação e seus Significados”. Dissertação de mestrado defendida em Araraquara, 1992.

DUMAZEDIER, Joffre. A Revolução Cultural do Tempo Livre. São Paulo, Nobel/Sesc, 1994.

—————. “Entrevista”, in Sciences Humaines, no 44, novembro de 1994.

EAGLETON, Terry. “Capitalismo, Modernismo e Pós-modernismo”, in Revista Crítica Marxista, vol.1, no 2, São Paulo, Brasiliense, 1995.

GATES, Bill. A Estrada do Futuro. São Paulo, Companhia das Letras, 1995.

GIDDENS, Anthony. As Conseqüências da Modernidade. São Paulo, Editora da Unesp, 1991.

GOLDMANN, Lucien. Dialética e Cultura. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1991.

GORZ, André. Adeus ao Proletariado (Para Além do Socialismo). Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1982.

HARVEY, David. Condição Pós-Moderna. São Paulo, Loyola, 1992.

—————. “Il Problema della Globalizzazione”, in Marxismo Oggi. Rivista Quadrimestrale di Cultura e Politica. Teti Editore – Milano. Anno IX – Nuova Serie n. 2, maggio-agosto, 1996.

HELLER, Agnes. O Cotidiano e a História. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1992.

HOBSBAWM, Eric. Era dos Extremos. O Breve Século XX - 1914-1991. São Paulo, Companhia das Letras, 1995.

IANNI, Octavio. A Sociedade Global. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1992.

JAMESON, Fredric. “Reificação e Utopia na Cultura de Massa”, in Revista Crítica Marxista, vol. 1, no 1, São Paulo, Brasiliense.

KURZ, Robert. O Colapso da Modernização. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1993.

—————. “Pós-modernidade e Sociedade de Consumo”, in Novos Estudos Cebrap, no 12, jun/85.

LASCH, Christopher. A Cultura do Narcisismo. A Vida Americana numa Era de Esperanças em Declínio. Rio de Janeiro, Imago, 1983.

LESSA, Sérgio. Sociabilidade e Individuação. Maceió, Edufal, 1995.

—————. A Ontologia de Lukács. Maceió, Edufal, 1996.

LIMA, Mayumi Souza. A Cidade e a Criança. São Paulo, Nobel, 1989.

LOJKINE, Jean. A Revolução Informacional. São Paulo, Cortez, 1995.

LUKÁCS, G. “Introdução aos Estudos Estéticos de Marx e Engels”, in Ensaios sobre Literatura. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1965.

—————. El Asalto a la Razón. La Trayetória del Irracionalismo desde Schelling asta Hitler. Barcelona/México, Grijalbo, 1972.

—————. Ontologia Dell’Essere Sociale. I, II, Roma, Riuniti, 1976.

—————. “As Bases Ontológicas do Pensamento e da Atividade do Homem”, in Temas de Ciências Humanas. São Paulo, Ciências Humanas, no 4, 1978.

—————. “Para uma Crítica Marxista da Sociologia”, in José Paulo Netto (org.), Lukács, São Paulo, Ática, 1981.

MARCUSE, H. L’Homme Unidimensionnel. Essai sur l’Idéologie de la Société Industrielle Avancée. Paris, Minuit, 1968.

MARX, Karl. Manuscritos Econômico-Filosóficos (1844), in Os Pensadores. São Paulo, Abril Cultural, 1978.

—————. “A Mercadoria”; “Divisão do Trabalho e Manufatura”, in O Capital, vol. I. São Paulo, Abril Cultural, 1983.

MARX E ENGELS. Sobre Literatura e Arte. São Paulo, Mandacaru,1989.

MATOS, Olgária C. F. Os Arcanos do Inteiramente Outro. A Escola de Frankfurt, a Melancolia e a Revolução. São Paulo, Brasiliense, 1995.

—————. O Iluminismo Visionário: Benjamin, Leitor de Descartes e Kant. São Paulo, Brasiliense, 1993.

—————. “A Cidade e o Tempo: Algumas Reflexões sobre a Função Social das Lembranças”. Comunicação apresentada na 34a Reunião Anual da SBPC, Simpósio “Cidade e Utopia”.

MÉSZAROS, István. Marx: a Teoria da Alienação. Rio de Janeiro, Zahar, 1981.

—————. Produção Destrutiva e Estado Capitalista. São Paulo, Ensaio, 1996.

—————. O Poder da Ideologia. São Paulo, Ensaio, 1996.

OFFE, C. “Trabalho como Categoria Sociológica Fundamental?”, in Trabalho & Sociedade, v. I. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro, 1989.

ORTIZ, Renato. Mundialização e Cultura. São Paulo, Brasiliense, 1994.

PAZ, Octavio. “A Tradição da Ruptura” e “A Revolta do Futuro”, in Os Filhos do Barro. Do Romantismo à Vanguarda. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1984.

PELLEGRINI, Tânia. “Aspectos da Produção Cultural Brasileira Contemporânea”, in Revista Crítica Marxista, vol. 1, no 2, São Paulo, Brasiliense, 1995.

PLATON. “Les Lois VII”, in Oeuvres Complètes. Tome XII. Paris, Les Belles Lettres, 1956.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-modernidade. Porto, Edições Afrontamento, 1994.

SCHILLER, Friedrich. A Educação Estética do Homem. São Paulo, Iluminuras, 1995.

SENNETT, Richard. O Declínio do Homem Público. As Tiranias da Intimidade. São Paulo, Companhia das Letras, 1989.

Downloads

Publicado

1997-11-30

Edição

Seção

Dossiê

Como Citar

CABRAL, FÁTIMA. JOGOS ELETRÔNICOS: TÉCNICA ILUSIONISTA OU EMANCIPADORA?. Revista USP, São Paulo, Brasil, n. 35, p. 134–145, 1997. DOI: 10.11606/issn.2316-9036.v0i35p134-145. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/26924.. Acesso em: 23 abr. 2024.